futebol - 15/04/2018

Rodriguinho faz dois e Corinthians vence o Flu no fim na Arena

SAO PAULO, BRAZIL - APRIL 15: Rodriguinho of Corinthinas celebrates after scoring their first goal during the match against Fluminense for the Brasileirao Series A 2018 at Arena Corinthians Stadium on April 15, 2018 in Sao Paulo, Brazil. (Photo by Alexandre Schneider/Getty Images)

© Foto: Alexandre Schneider/Getty Images SAO PAULO, BRAZIL - APRIL 15: Rodriguinho of Corinthinas celebrates after scoring their first goal during the match against Fluminense for the Brasileirao Series A 2018 at Arena Corinthians Stadium on April 15, 2018 in Sao Paulo, Brazil. (Photo by Alexandre Schneider/Getty Images)

Rodriguinho é o melhor jogador do Corinthians na temporada. Depois de marcar gols decisivos no mata-mata do Paulista, o meia voltou a mostrar que tem muita importância na equipe na tarde deste domingo, na Arena Corinthians. Diante de um bem montado e, por momentos, ousado Fluminense, o armador abriu o placar no fim do primeiro tempo e, quando o Timão parecia aceitar o empate, descolou um belo voleio para determinar o 2 a 1 corintiano. Richard foi quem descontou.

Na próxima rodada, os comandados de Fábio Carille terão pela frente a equipe do Paraná, em partida agendada para o próximo domingo, às 11h (de Brasília), na Vila Capanema, em Curitiba. Antes, porém, eles terão um duro compromisso frente ao Independiente-ARG, na quarta-feira, na Argentina, pela terceira rodada do Grupo 7 da Copa Libertadores da América. Já Abel Braga e sua trupe terão pela frente o Cruzeiro, também no domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã.

Rodriguinho salva nos acréscimos

O Corinthians apostou em uma equipe semelhante à que encarou os grandes jogos do time no ano, sem jogador de referência no ataque, com quatro meias possuindo a incumbência de se movimentar e abrir espaços na zaga do Flu. Além dos três zagueiros idealizados por Abel, os cariocas se postaram com dois laterais fechando uma primeira linha de cinco e os meio-campistas realizando a segunda marcação em uma linha de quatro.

Dessa forma, coube ao Timão rodar bastante a bola no campo de ataque, atingindo o patamar de mais de 60% da posse da bola, mas sem muita efetividade. A maioria dos lances terminou em chutes arriscados de fora área, com destaque para as tentativas de Renê Júnior e Romero. Na primeira resposta, aos 20, os cariocas viram Pedro dominar incrivelmente livre na área, mas demorar para chutar e ser travado.

Faça Seu Comentário:

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

 

Comentários

disse:

em 31/12/1969 - 09:12