É TEMPO DE MUDANÇA - 20/07/2018

Poço Branco: Prefeitura Municipal na Sec. Mun. de Saúde em apenas 18 meses já fez mais de 40 mil atendimentos.

Em apenas 18 meses de gestão, Poço Branco amplia significativamente a assistência e o leque de serviços na Atenção Básica.
Somente em 2018, quase 50 mil atendimentos foram realizados.
Para se ter uma idéia do crescimento da assistência em saúde, basta compararmos os dados de 2018 aos de 2016 e vamos chegar a quase 15 mil atendimentos realizados A MAIS em 2018 em relação ao ano de 2016. No entanto, estes dados de 2018, são as informações obtidas até o dia 20 deste mês.
Isto tudo só foi possível graças ao empenho dos gestores municipais, equipes de saúde e técnicos que vem se empenhando a cada dia para fazer mais pela população pocobranquense.

Atendimentos Individuais, realizados por médicos e enfermeiros !

De janeiro até hoje 2018 - 16.263 pessoas atendidas !
No ano de inteiro 2017 - 19.779 pessoas atendidas !
No ano inteiro de 2016 - 8.301 pessoas atendidas !

 A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas e área interna

Fonte Sec. Mun. de Saúde de Poço Branco/RN. 

Comente

É TEMPO DE MUDANÇA - 20/07/2018

Poço Branco: Prefeitura Municipal na Sec. de Infraestrutura e coordenação de Transporte faz a Limpeza das Ruas da Cidade

 

Ruas do Conjunto Manoel Lucas conhecido por Portelinha sendo limpas mais uma parte do mutirão da limpeza sendo concluindo nas Ruas da Cidade de Poço Branco/RN. Uma Gestão voltada para todos.

 

mesmo em tempo de crise a Prefeitura de Poço Branco/RN na Gestão 2017 a 2020 com o Gestor Waldemar de Góis vem mostrando a diferença para que a População tem Dias Melhores em Nossa Cidade e neste 26 faz aniversário e temos festa aguarde em breve lançaremos a Programação. 

 

 

Todos que faz a Gestão 2017 a 2020 estão de Parabéns o Prefeito Waldemar de Góis Presidente da Câmara de Vereadores João Horácio de Góis aos Secretario Fabinho e ao Coordenador de Transporte Smith.


 

Comente

Eleições 2018 - 20/07/2018

PT vai conversar com PSB, PCdoB e PROS para fechar aliança

Após conversar com o PCdoB para uma aliança na campanha presidencial, o PT fará uma nova investida tentando um acordo com o PSB na disputa das eleições 2018. Durante reunião da Executiva nacional do partido, a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), afirmou que vai procurar novamente o PSB para uma conversa na semana que vem.

Em mais uma tentativa de atrair os pessebistas, o PT adiou para 2 de agosto os encontros estaduais que definiriam candidaturas em Estados como Pernambuco, Amazonas, Amapá, Paraíba, Maranhão, Tocantins e Rondônia. A ideia é aguardar a posição do PSB para se posicionar nesses lugares. Além do PCdoB e do PSB, o PROS também foi citado pela dirigente petista no pretenso arco de alianças.

Em outro aceno em direção ao PSB, Gleisi afirmou que o partido não fará um embate direto com o governador Márcio França (PSB), pré-candidato à reeleição em São Paulo. Ela negou, no entanto, um acordo para abrir mão da candidatura de Luiz Marinho na corrida estadual. “Nosso embate aqui é com o Doria e com o Skaf, com essas figuras. Se tivéssemos uma aliança com o PSB agora, a possibilidade de estarmos juntos no segundo turno (em São Paulo) seria muito grande.”

O PT pretende registrar a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso e condenado na Lava Jato, no dia 15 de agosto. A escolha do vice, disse Gleisi, pode ocorrer tanto na convenção do partido, marcada para dia 4, como no dia do registro. A possibilidade de outro partido, em caso de aliança, indicar o nome para a vice de Lula é “muito grande”, reforçou Gleisi.

Plano de governo do PT conversa com o povo, diz Gleisi

Ao falar sobre o programa de governo do PT para a campanha presidencial, a presidente nacional do partido, senadora Gleisi Hoffmann, afirmou nesta sexta-feira que os pontos do plano do ex-presidente Lula da Silva conversam “com o povo”, e não com o mercado financeiro.

“O nosso pressuposto é sempre ter responsabilidade fiscal com responsabilidade social. Nós já governamos o País. Todo mundo sabe como trabalhamos as contas públicas e nós temos que falar com o povo, e não com o mercado”, disse Gleisi.

Na área econômica, o plano propõe intensificar a oferta de “crédito barato” a famílias e empresas, fazer uma reforma tributária que promova justiça fiscal e revogar as medidas do governo Michel Temer, como as mudanças legislativas e as privatizações.

A líder petista afirmou que o programa “é um dos mais avançados” que o PT fez desde 1989. Pela primeira vez em um plano de governo, por exemplo, está a proposta de “redemocratização dos meios de comunicação de massa”, bandeira história de setores mais radicais do partido. Gleisi explicou que se trata de uma “regulação econômica” da mídia. “Na realidade, é uma proposta super liberal. Todos os países desenvolvidos regulam seus meios de comunicação, então não é novidade nenhuma, é regulação econômica.”

O programa ainda será detalhado até o próximo dia 26, quando a equipe coordenada pelo ex-prefeito Fernando Haddad deve finalizar a primeira versão do plano de governo com a coordenação de campanha.

PT não assina compromisso no TSE sobre fake news

Ao comentar o fato de o PT não ter assinado o compromisso do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra a disseminação de notícias falsas, as chamadas fake news, Gleisi disse que há um temor de que a fiscalização do TSE recaia sobre sites de notícias de esquerda. A informação sobre a ausência do PT no compromisso foi relevada pelo jornal Valor Econômico. “Queremos saber quais são as regras”, pontuou Gleisi, reiterando que o partido e ela sempre se colocaram contra fake news e são vítimas da disseminação de informações falsas.

Estadão Conteúdo



Comente

Deputado federal afirma que, ao indicar filho para ser candidato a vice de Carlos Eduardo, Rosalba desconsiderou o 'sentimento popular' - 20/07/2018

Fábio Faria critica Rosalba por indicar filho a vice: “Está vivendo em uma bolha”

 osé Aldenir / Agora RN

 De acordo com o parlamentar, a ex-governadora não ouviu o "sentimento da população" ao fazer a escolha

 O deputado federal Fábio Faria (PSD) criticou a prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini (PP), por indicar o publicitário Kadu Ciarlini, seu filho, para ser candidato a vice-governador na chapa de Carlos Eduardo Alves (PDT). De acordo com o parlamentar, a ex-governadora não ouviu o “sentimento da população” ao fazer a escolha.

“Eles estão vivendo dentro de uma bolha. Não saíram de casa para analisar isso. Não tenho nada contra Kadu Ciarlini, mas ele não tem experiência política alguma. Ela [Rosalba] mostra que não quer ganhar a eleição”, afirmou o deputado, em entrevista à BAND Natal nesta sexta-feira, 20.

Na opinião de Fábio, além disso, Rosalba manifesta uma contradição ao se aliar a DEM, MDB e PDT, partidos que, em 2014, preferiram endossar a candidatura de Henrique Alves ao Governo do Estado em vez da reeleição da então governadora.

“A ex-governadora não foi candidata à reeleição porque o senador José Agripino [presidente estadual do DEM, partido ao qual Rosalba era filiada em 2014] não deu legenda a ela e preferiu apoiar Henrique. A informação que se tinha é que ela ficaria [na próxima eleição] com qualquer pessoa, menos com Henrique e Agripino. Isso [aliança] faz com que a população tenha descrédito com nós, políticos”, destacou Fábio.

O filho do governador Robinson Faria (PSD) registrou ainda que a nova união entre as famílias Rosado [de Rosalba], Alves [de Carlos Eduardo e Henrique] e Maia [de José Agripino] indigna a população. “São 70 anos de oligarquia. E, agora, mais uma vez, ela tira o filho de dentro de casa para colocar como vice-governador”, completou.

Em relação à candidatura do pai à reeleição, Fábio Faria, um dos principais articuladores da pré-campanha de Robinson, frisou que o PSD já conta com o apoio de dez partidos: PSDB, PR, PRB, PTB, Pros, PPS, Avante, PRP, PMN e PMB.

O candidato a vice-governador, segundo o deputado, sairá de uma dessas legendas. “Não vai ser um nome saído da cozinha da casa do governador. Não iremos dar um emprego de vice. Temos que ter responsabilidade com o Rio Grande do Norte”, finalizou o deputado.

Já para o Senado, apenas um nome será apresentado, apesar de duas vagas estarem em disputa no próximo pleito: o de Geraldo Melo (PSDB). “Se analisarmos as últimas campanhas, normalmente só sai um candidato a senador forte. Sempre se elegeu um senador de um lado; e outro, de outro. As chapas, para isso, colocavam um candidato a senador laranja, para cumprir tabela. Optamos por não fazer isso, até porque a população está muito atenta”, acrescenta Fábio.

A convenção do PSD que vai confirmar a candidatura de Robinson e a aliança com os demais partidos será realizada no dia 29 de julho, próximo domingo.

Comente

Pré-candidato avaliou que próximo governador será obrigado a realizar um amplo ajuste fiscal contra a atual crise financeira enfrentada pelo Estado - 20/07/2018

“Governo não fez o dever de casa”, critica Carlos Eduardo Alves

 osé Aldenir / Agora RN

 Ex-prefeito de Natal e pré-candidato ao governo do RN Carlos Eduardo (PDT)

 O pré-candidato do governo do Rio Grande do Norte e ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), avalia que o próximo governador será obrigado a realizar um amplo ajuste fiscal contra a atual crise financeira enfrentada pelo Estado.

Em entrevista à rádio 96 FM, o ex-prefeito disse que o “Estado precisa ser reduzido”. Ele prega a necessidade de uma reforma para equalizar as despesas e as receitas públicas. “Vamos diminuir o Estado, para que haja um equilíbrio entre a receita e a despesa. Desta forma, nós podemos atualizar os salários dos servidores, custeio e os investimentos”, apontou.

Sem citar o nome do atual governador Robinson Faria (PSD), Carlos Eduardo Alves teceu críticas à gestão estadual. “O governo não fez o dever de casa. Não se pode permitir um local em que se gasta mais do que arrecada. O Estado precisa de um ajuste fiscal”, aponta.

Para Carlos Eduardo Alves, uma das medidas para adotar a reforma fiscal é o ajuste dos gastos com a previdência. Sem entrar em detalhes, ele aponta que o déficit previdenciário é um dos principais responsáveis pela crise financeira estadual. Ele aponta que a ajuda do Governo Federal será necessária para reverter o quadro financeiro do Rio Grande do Norte.

Sobre as eleições, o pré-candidato anunciou que a convenção PDT está marcada para o dia 4 de agosto. A expectativa é de que, na solenidade partidária, seja firmado o acordo com PP, PSDB, PR, PSB. “Tenho hoje uma aliança com o MDB e DEM”, comentou.

Ele também rechaçou depender do sobrenome da família “Alves” para as eleições de outubro. “Há 20 anos tomei meu próprio caminho. Não fiz carreira escorado no sobrenome”, reforçou. Carlos Eduardo confirmou apoio à candidatura de Ciro Gomes (PDT) para presidente. “É o meu candidato”, finaliza

VEJA A ENTREVISTA

Ajuste fiscal

“O governo não fez o dever de casa. Não se pode permitir um local em que se gasta mais do que arrecada. Não estou reinventando a roda. O Estado precisa de um ajuste fiscal. Vamos diminuir o Estado, para que haja um equilíbrio entre a receita e a despesa. Desta forma, nós podemos atualizar os salários dos servidores, custeio e os investimentos”

Gestão

O Estado tem um orçamento seis vezes maior que o da Prefeitura do Natal. No entanto, quando eu entrei no Município, em 2013, a folha salarial comprometia 59% das receitas da cidade. Muito acima do limite legal, de 55%, e muito acima do limite prudencial, que é de 51%. Reduzimos o tamanho da Prefeitura, sem reduzir serviços essenciais. Conseguimos vencer os desafios da crise econômica nacional e da queda drástica das receitas. Hoje, o Município tem 50% das receitas comprometidas com pagamento de salários.

Déficit previdenciário

“O Rio Grande do Norte enfrenta uma grave crise previdenciária. A situação deve ser compartilhada com o Governo Federal. No caso do Rio Grande do Norte, no entanto, será muito difícil reverter a situação, por conta dos saques feitos ao Fundo Previdenciário”

Comente

Transmissão ao vivo deste eclipse total da lua será realizada com a colaboração do projeto europeu STARS4ALL e do Observatório de altas energias HESS - 20/07/2018

Eclipse lunar mais longo do século XXI poderá ser observado em 27 de julho

 Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

 Eclipses lunares acontecem quando o satélite terrestre é ocultado pela sombra da Terra

 Agência EFE

O eclipse lunar mais longo do século XXI, que terá um total de 102 minutos, poderá ser observado em 27 de julho e o Instituto de Astrofísica das Canárias (IAC, no arquipélago espanhol no Atlântico) transmitirá ao vivo desde a Namíbia através do canal “sky-live.tv”.

A transmissão ao vivo deste eclipse total da lua será realizada com a colaboração do projeto europeu STARS4ALL e do Observatório de altas energias HESS, informou nesta sexta-feira o IAC por meio de um comunicado.

Os eclipses lunares acontecem quando o satélite terrestre é ocultado pela sombra da Terra, o que não ocorre todos os meses, porque a órbita lunar está inclinada com relação à da Terra (eclípctica).

Ao contrário dos eclipses solares, os lunares são visíveis desde qualquer lugar do mundo, uma vez que a Lua está sobre o horizonte no momento do eclipse, explicou o Instituto de Astrofísica das Canárias.

Em 27 de julho deste ano ocorrerá um eclipse total de Lua com o máximo centrado no Oceano Índico, segundo dados proporcionados pela NASA.

A fase de totalidade do eclipse durará 1 hora e 42 minutos, sendo o mais longo do século XXI, começado às 19h30 GMT (16h30, em Brasília) e a Lua começará a eclipsar-se (entrada na sombra terrestre) às 18h24 GMT (15h24, em Brasília).

Será possível observar desde a América do Sul, Europa, África, Ásia e Oceânia, e durante a totalidade, será possível comprovar que a Lua não desaparece de vista, mas adquire uma tonalidade avermelhada.

A atmosfera da Terra, que se estende por 80 quilômetros além do diâmetro do nosso planeta, atua como uma lente que desvia a luz do Sol.

Ao mesmo tempo, filtra eficazmente seus componentes azuis e deixa passar somente a luz vermelha que será refletida pelo satélite. Assim, a Lua adquire o resplendor cobreado tão característico, acrescenta o IAC.

Outro evento como este só acontecerá seis meses depois, em janeiro de 2019, comentou no comunicado Miquel Serra-Ricart, astrônomo do IAC.

O astrônomo acrescentou que no transmissão feita desde a Namíbia, a escuridão produzida pelo eclipse permitirá descobrir objetos somente visíveis desde os céus austrais, como as Nuvens de Magalhães.

Comente

AGU informou que apenas quem recebeu o benefício após decisões provisórias irá devolver os valores - 20/07/2018

Desaposentados podem ter que devolver dinheiro ao INSS

 Segurados que entraram na Justiça e conseguiram a desaposentação podem ter que devolver o dinheiro ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Sem confirmar o número de ações em que aposentados pedem a devolução do que foi pago a mais, a Advocacia-Geral da União (AGU) informou que apenas quem recebeu o benefício após decisões provisórias (tutela antecipada) irá, “eventualmente, a depender de decisão judicial, devolver” os valores.

“Aqueles que receberam valores em decisão judicial transitada em julgado [ou seja, em ações já concluídas] não precisarão devolver valores, mas poderão ter seu benefício revisto, por meio de ação rescisória”, disse a AGU, em nota.

A desaposentação é a possibilidade de o aposentado pedir a revisão do benefício por ter voltado a trabalhar e a contribuir para a Previdência Social. Em 2016, o Supremo Tribunal Federal (STF) considerou ilegal a desaposentação, sob o argumento de que não está prevista na legislação. Na época, mais de 180 mil processos estavam parados em todo o país aguardando a decisão da Corte.

Entretanto, explicou o professor de direito previdenciário Guilherme Portanova, o STF deixou em aberto os efeitos da decisão, como o referente à devolução dos benefícios que já haviam sido recalculados e pagos aos aposentados. Portanova é membro do Conselho Jurídico da Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas (Cobap).

Para o professor, o INSS não poderia fazer tal cobrança, pois o julgamento de 2016 ainda não foi concluído (transitado em julgado). Ele lembrou que ainda há embargos de declaração para serem julgados, questionando justamente a previsibilidade de devolução do valor que foi revisado na aposentadoria.

Portanova destacou que, enquanto o STF não decide sobre os embargos, há elementos jurídicos para discutir a não devolução dos valores, bem como a manutenção dos valores a mais conseguidos com a desaposentação, mesmo em ações rescisórias. Com ou sem viabilidade jurídica, o governo vai buscar a devolução dos recursos e, nesse caso, o processo daqueles que conseguiram o benefício do recálculo na Justiça deverá ser tratado individualmente.

“Eles [INSS] sabem que há uma desinformação no Brasil. A minha orientação é que o aposentado procure um advogado especialista, porque há inúmeras hipóteses para não precisar devolver o dinheiro”, afirmou o especialista.

Histórico

Segundo o professor Portanova, até o ano de 1994, existia um benefício chamado pecúlio, que consistia na devolução, em cota única, das contribuições efetuadas para o INSS pelo cidadão que continuou trabalhando após ter se aposentado por idade e tempo de contribuição.

A lei que extinguiu o pecúlio em 1994 também previa que o aposentado que continuasse trabalhando não precisava contribuir com a Previdência Social. Entretanto, outra lei, editada um ano depois, voltou a exigir a contribuição dos trabalhadores aposentados, mas sem nenhum benefício financeiro em contrapartida, sob o argumento de que a contribuição previdenciária é solidária (para o conjunto dos trabalhadores, e não individual).

Como o pecúlio havia sido extinto, começaram a surgir as ações de desaposentação, para que aqueles que continuaram a trabalhar pudessem recalcular a aposentadoria e receber benefício maior com base nas novas contribuições à Previdência Social.

O caminho possível para pacificar a questão seria, por meio do Congresso Nacional, estabelecer o retorno do pecúlio ou regulamentar a desaposentação e criar critérios para o recálculo do benefício. Por Agência Brasil

Comente

Imagens mostram veículos da Transporte Rodoviário Nordestino levando troncos das árvores cortadas - 20/07/2018

Máquinas de transportadora arrancaram árvores em Potilândia

 O PORTAL NO AR seguiu a investigação do caso das 10 árvores cortadas em Potilândia, zona sul de Natal, entre 17 de junho e 15 de julho, após o Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte (TJRN) negar que seria o responsável pela ação, ao contrário do que havia sido informado pela Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur).

A reportagem esteve na obra que fica ao lado do complexo judiciário instalado no bairro. Um homem que juntava pequenos blocos de concreto construindo, assim, a calçada sobre os buracos deixados pela extração das árvores informou que o prédio em construção abrigará “os serviços do Ministério do Trabalho (e Emprego)”. Nas costas do uniforme azul, o nome do Grupo A. Cândido estava estampado.

Em contato com o gabinete do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) nesta sexta-feira, 20, uma conversa com a superintendência do órgão foi agendada. Entretanto, o contato não foi mais correspondido.

 Marca do Grupo A. Cândido está estampada na camisa de funcionários da obra (Foto: Norton Rafael)

 Marca do Grupo A. Cândido está estampada na camisa de funcionários da obra (Foto: Norton Rafael)

 O Grupo A. Cândido, estampado nas camisas dos funcionários da obra, conforme se nota no site da organização, é um conglomerado de 14 empresas ligadas a Agnelo Cândido de Nascimento. De acordo com o TJRN, é ele o locador do prédio que abriga o complexo judiciário e, como informado por moradores, também é o dono do espaço ao lado, o que está em construção e de onde as árvores foram arrancadas.

A reportagem questionou aos trabalhadores sobre a retirada das árvores. “Não sei. Vim da Paraíba, e a gente começou a trabalhar aqui na segunda-feira”, respondeu o homem, citando o começo dos trabalhos como sendo um dia após o domingo em que a última árvore foi arrancada.

A história de que o serviço do Grupo A. Cândido se iniciou na segunda-feira é negada pelos moradores. “Quê? Eles estão aí há pelo menos três meses. Pode ser que mudem os homens, mas a empresa é a mesma”, declarou uma moradora da região ouvida pela reportagem.

De fato, fotos feitas pela jornalista e mostradas à reportagem, exibem um caminhão com a marca ‘Transporte Rodoviário Nordestino’, mais uma empresa do Grupo A. Cândido, e que foi aberta em Cabedelo, na Paraíba, em 1982. É do estado vizinho de onde os trabalhadores dizem ter vindo.

 Imagem mostra caminhão da Transporte Rodoviário Nordestino recolhendo as árvores arrancadas

 A reportagem fez o contato com a Transporte Rodoviário Nordestino na tarde desta sexta, através do número disponibilizado no próprio site da empresa. De acordo com um funcionário, que não se identificou, a transportadora atua, somente, com transporte de combustíveis, material que não seria transportado em uma caçamba. Segundo ele, não há registro de transporte de árvores ou materiais do tipo.

Em consulta à Receita Federal, a Transporte Rodoviário Nordestino aparece como especializada em “transporte rodoviário de produtos perigosos”. O funcionário ainda afirmou que desconhece que a empresa esteja atuando no Rio Grande do Norte, onde o empresário Agnelo Cândido de Nascimento, sócio administrador da transportadora, é conhecido pelo ramo empresarial.

O PORTAL NO AR não conseguiu contato com o Grupo A. Cândido nas tentativas feitas entre as tardes dessa quinta-feira, 19, e sexta-feira, 20. O Ministério do Trabalho e Emprego também não respondeu sobre o pedido de entrevista.

Respeito ao meio ambiente 

A extração das árvores em Potilândia diverge dos conceitos estratégicos que o Grupo A. Cândido diz seguir no site oficial da organização. “A Política Ambiental de todas as empresas do Grupo A. Cândido estabelece princípios no tratamento das questões socioambientais associadas às atividades exercidas”, afirma o texto.

Apesar desta preocupação ambiental, a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) afirma que não aprovou nenhum pedido de remoção das árvores. Os moradores temem que outras plantas que estão próximas do local da obra sejam também arrancadas. Fonte Portal Noar.

Comente

Prisão - 20/07/2018

Usando tornozeleira eletrônica “Cheiroso” é preso mais uma vez na cidade de Baraúna

Imagem

 Imagem

 Valdeci Vocacio da Silva, “Cheiroso” de 32 anos de idade, foi detido acusado de roubar 30 reais de uma farmácia para comprar droga, ocorrência registrada na manhã de hoje, na cidade de Baraúna, no Oeste do Rio Grande do Norte.

Segundo informações, “Cheiroso” cumpre pena por roubo no sistema semi aberto, mas estava em liberdade usando tornozeleira eletrônica há 45 dias. Ele foi preso pela Viatura de Radio Patrulha da cidade de Baraúna comandada pelo Cb Reis, depois de arrombar a parede de uma farmácia, de onde levou apenas 30 reais em moedas, que ele disse que seria para comprar droga.

Segundo informações da policia, existem registros de 08 arrombamentos só este mês na cidade de Baraúna, todos atribuídos ao conhecido “Cheiroso”. Depois dos procedimentos na Delegacia da Policia Civil da cidade, ele foi encaminhado para exames no Itep em Mossoró e foi para a Cadeia Publica. Fonte O Câmera.

Comente

VIOLÊNCIA NO RN. - 20/07/2018

Agricultor é morto a tiros na cidade de Apodi

Imagem

 Júlio Cezar Lopes, agricultor de 32 anos de idade, foi morto a tiros na noite de ontem 19 de julho, ocorrência registrada na residência do mesmo, na Rua Senador Severo Gomes no bairro Bacurau II na cidade de Apodi.

Segundo informações, foi o terceiro membro da mesma família morto na cidade de Apodi. A policia não confirmou a informação, mas divida com traficantes pode ter sido a motivação para o crime. A vitima tinha passagem pelo sistema prisional do estado. Fonte O Câmera.

Comente

DR Bumbum - 20/07/2018

‘Fiz o procedimento na minha casa. Sinto uma dor insuportável’, diz ex-paciente do Dr. Bumbum

ctv-arq-denis-furtado reproducao-facebook: Denis Furtado é conhecido como 'Doutor Bumbum'

 © Reprodução/Facebook Denis Furtado é conhecido como 'Doutor Bumbum'

“Fiz um procedimento com ele há uns dois anos, conheci por indicação de uma amiga, uma semana depois, entrei em contato para saber como funcionava. Falei com a Renata, a secretária, namorada dele, e ela pediu foto do meu bumbum para fazer uma avaliação, por WhatsApp mesmo, e passar o valor. Mandei a foto às 18 horas e na manhã seguinte, às 8 horas, ela me respondeu.

 Eu não sabia como funcionava ou sobre esse tipo de silicone para o bumbum. Foi uma loucura da minha cabeça. Meu marido não sabia, ficou sabendo só depois. Perguntei para ele (Denis) como iria fazer, onde ficava a clínica, essas coisas. Ele me disse que atendia em vários lugares, que atendia em São Paulo, no Espírito Santo, em qualquer lugar. Perguntei se ele fazia em casa, e ele me disse que poderia ir, se eu pagasse por isso. 

Fiz o procedimento na minha casa, ele cobrou até mais caro por isso. Gastei na faixa de R$ 24 mil. Foi ele, a Renata e uma outra moça, que eu não sei quem é. Não levaram equipamento nenhum, e eu achei estranho. Eles chegaram com uma bolsa grande e uns negócios dentro de um saco. Eu deitei na minha cama, e foi tudo feito na minha cama mesmo. Ele me mandou comprar uma cinta, disse para eu ficar 24 horas sem banho, sem poder sentar... Foi isso que ele me orientou a fazer.

Ele não me deu recibo, nada. Eu paguei para ele e ele não me deu nenhum comprovante. Quando eu o procurei para reclamar - porque teve uma época que ficou muito sensível e eu não podia encostar em nada -, ele me ameaçou. Aí eu fiquei com medo, meu ex-marido ficou com medo, e a gente resolveu deixar para lá.

Fui prejudicada. Acabou meu casamento, perdi várias coisas por causa disso. Não vou à praia, não vou à piscina do meu condomínio, nada do que eu coloco fica bonito, a roupa fica horrível.

Já fui a vários médicos para poder tirar e ninguém quer colocar a mão. Fui numa médica, ela pediu ressonância, um monte de coisa, mas ninguém quer colocar a mão. Está horrível, como se estivesse apodrecendo. Sinto uma dor insuportável, parece que está descendo para as pernas. É horrível, horrível...

Nunca tive coragem de falar nada, porque eu menti para a minha família na época. Para as minhas amigas, eu falava que tinha colocado silicone e dado rejeição, porque eu tinha vergonha de falar a verdade.

Ele falou que tinha usado o PMMA, mas a última médica que fui falou que deve ter usado silicone industrial, pelo jeito que está. Ela disse que, mesmo se ele tivesse usado o PMMA, não teria ficado assim.

Comente

Projeto Segurança Hídrica será entregue na quarta-feira (25); iniciativa é uma das ações do Programa Raízes, investimento social privado da companhia - 20/07/2018

CPFL Renováveis investe R$ 1,7 milhão e inaugura sistemas de abastecimento de água em comunidades do RN

http://www.imcgrupo.com/i/gabrielaamaral@rp1.com.br/Segurança_Hidrica___imagem180720_103333.jpg

 http://www.imcgrupo.com/i/gabrielaamaral@rp1.com.br/Seguran_Hidrica___imagem_2180720_103556.jpg

 

ão Paulo, julho de 2018 – A CPFL Renováveis, uma das maiores geradoras de energia renovável no Brasil, por meio do Projeto Segurança Hídrica, vai inaugurar na quarta-feira (25) três sistemas produtores de água nas comunidades rurais de Umburana, Queimadas e Florêncio José, nos municípios de João Câmara e São Miguel do Gostoso, no Rio Grande do Norte. A iniciativa visa a promover o acesso e uso sustentável da água, de modo a contribuir para a convivência com o semiárido a partir da sustentabilidade ambiental e social desses locais.

O objetivo do Projeto Segurança Hídrica é ampliar o acesso a água segura para consumo humano e também para a produção nas áreas rurais, com base em um modelo que integra inovação tecnológica, fortalecimento de capacidades e gestão comunitária do recurso natural mais precioso para a vida humana, que é a água.

"Iniciativas como essas transformam a vida de pessoas, porque oferecem mais qualidade de vida, retorno financeiro e autoestima. Mesmo em locais urbanos, muitas pessoas não conhecem ou convivem com essas inovações. Portanto, é motivo de satisfação para a CPFL Renováveis prover esse benefício", afirma Christiana Costa, gerente de Sustentabilidade Corporativa, Responsabilidade Social e Relações Governamentais da companhia.

Milhares de beneficiados – Nesta etapa de inauguração, o foco será voltado para as três comunidades dos municípios de João Câmara e São Miguel do Gostoso, contemplando 273 famílias (1.365 pessoas). Se for considerada a abrangência completa, o projeto vai beneficiar 807 famílias, cerca de 3.230 pessoas ao todo, provenientes de nove comunidades.

Em Queimadas, por exemplo, o sistema será composto por uma rede de abastecimento com 9 km de extensão, recuperação de um poço profundo, um reservatório de 60 m3, uma microusina solar de 3,24 kwp e um dessalinizador que filtrará 500 litros de água por hora. Cerca de 200 famílias, num total de 1.000 pessoas, serão beneficiadas.

Em Umburana, por sua vez, o sistema é composto por uma rede de abastecimento com 6 km de extensão. Está prevista ainda a recuperação de um poço profundo, um reservatório de 30 m3, uma microusina solar de 3,24 kwp e um dessalinizador que filtrará 250 litros de água por hora. Com a tecnologia, 65 famílias (325 pessoas) serão beneficiadas.

Já em Florêncio José, o sistema implantado contempla a recuperação do poço da comunidade, a instalação de um kit de irrigação para dois hectares e de uma bomba de 7,5 cv. Além disso, conta com a implantação de microusina solar de 3,24 Kwp. Por meio dele, serão beneficiadas famílias que juntas somam 40 pessoas.

Investimento social – Além das infraestruturas implantadas nas comunidades, o Programa Raízes tem atuado na capacitação de famílias para a gestão eficiente e sustentável dos recursos hídricos. Os investimentos somam mais de R$ 1,7 milhão e buscam manter o atendimento atual e para as futuras demandas, diante do crescimento esperado para as próximas décadas.

As ações previstas no projeto colaboram para o fortalecimento de políticas públicas federais e do Estado do Rio Grande do Norte vinculadas à segurança hídrica. As ações contribuem diretamente para o Programa de Fomento à Inclusão Produtiva Rural e ao Programa Cisternas, ambos do governo federal, além de atender à Política Estadual dos Recursos Hídricos do Rio Grande do Norte (Lei n.º 6.908) e demais regulamentações do Instituto de Gestão das Águas do Rio Grande do Norte (IGARN).

Serviço

Agenda: Inauguração de sistemas de abastecimento de água

Quando: 25 de julho

Onde:

João Câmara (RN)

9 horas – Comunidade de Queimadas

11 horas – Comunidade de Florêncio José

São Miguel do Gostoso (RN)

14 horas – Comunidade de Umburana

Raízes – O Programa Raízes, um investimento social privado da CPFL Renováveis, contribuiu para o impacto positivo nas esferas: social, ambiental e econômico, nas comunidades do entorno onde estão localizados os empreendimentos da companhia. O Programa tem como foco três linhas temáticas: Segurança Hídrica, Compromisso com as Gerações Futuras, e Fortalecimento de Cadeias Produtivas. Em seu primeiro ciclo (2013-2015), o Programa Raízes investiu R$ 2,9 milhões para apoiar 36 projetos, enquanto que no segundo ciclo (2016 a 2018), a iniciativa investiu R$ 12,4 milhões, dos quais 37% dos recursos foram destinados para Gerações Futuras, 34% para Cadeia Produtiva, e 29% para Segurança Hídrica.

 

Sobre a CPFL Renováveis

Maior empresa do Brasil no segmento de geração de energia elétrica a partir de fontes renováveis, a CPFL Energias Renováveis S.A. (CPRE3) conta com um portfólio de 93 ativos de geração nas quatro fontes: eólica, pequenas centrais hidrelétricas (PCHs), usinas termelétricas movidas a biomassa e solar, tecnologia em que foi pioneira no Estado de São Paulo. Atualmente, esses ativos totalizam uma capacidade instalada de 2,1 GW. A CPFL Renováveis tem ações listadas no Novo Mercado da B3 (antiga BM&FBovespa), o mais alto segmento de governança corporativa desde 2013.

Comente

Festejos de Sant’Ana - 20/07/2018

Em Caicó Zenaide Maia participa da abertura dos Festejos de Sant’Ana

 Ao lado de parentes e amigos, a deputada federal Zenaide Maia participou de mais uma abertura dos festejos a Sant'Ana, na cidade de Caicó, nessa quinta-feira (19). Logo após acompanhar a procissão, a parlamentar assistiu a missa celebrada pelo bispo Dom Antônio Carlos e, em seguida, participou ainda do XXXIII Jantar de Sant'Ana. 

A ligação de Zenaide Maia com o município vem desde sua juventude, onde concluiu o ensino médio. O seu mandato já destinou um milhão e seiscentos mil reais para município, sendo distribuído para APAE, Hospital Regional e Fundo Municipal. A divisão ficou: R$ 100 mil para APAE, R$ 500 mil para o Fundo Municipal de Caicó destinado para Saúde Básica, e R$ 1 milhão para o Hospital Regional  do Seridó.

A deputada retornará a Caicó para a tradicional feirinha e a procissão de encerramento.

 

Comente

Eleições 2018 - 20/07/2018

FOTO: Prefeito de Monte Alegre confirma apoio a Robinson

 O prefeito do município de Monte Alegre, Severino Rodrigues, do Avante, se reuniu na manhã desta sexta-feira (20) com os líderes do PSD no Rio Grande do Norte e anunciou o apoio à candidatura de Robinson Faria à reeleição para o governo.

O deputado federal Fábio Faria (PSD) também participou da reunião, ao lado do presidente do Avante no RN, Raniere Barbosa, e do pré-candidato a deputado estadual Kleber Rodrigues.


Blog do BG.

Comente

Construção custou R$ 26 milhões, com R$ 14 milhões em recursos provenientes do Governo Federal e outros R$ 12 milhões de contrapartida do Estado - 20/07/2018

Governo do Estado promete abrir cadeia de Ceará-Mirim no início de agosto

 Cadeia Pública de Ceará-Mirim, na região metropolitana de Natal

 A Secretaria Estadual de Infraestrutura (SIN) planeja inaugurar a Cadeia Pública de Ceará-Mirim, na região metropolitana de Natal, no início do mês de agosto. A nova unidade prisional terá capacidade para 603 vagas para presos.

O anúncio da entrega foi feito pelo titular da pasta de obras, Jáder Torres, durante entrevista para a rádio 94FM. “Realizamos algumas adequações solicitadas pelo Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte. A expectativa é de que no começo do próximo mês será ocupado”, explica.

O novo presídio tem área construída de 5,7 mil metros quadrados. Ao todo, serão três pavilhões. Cada uma das divisões terá 24 celas. Além disso, a estrutura conta com oficinas de trabalho, cozinha, setor médico, área para visitas íntima e banho de sol.

“Uma obra toda em concreto, com piso reforçado (com chapas de aço), para evitar escavações. É uma obra bem diferente das outras unidades penitenciárias do Rio Grande do Norte”, ressalta Jáder Torres.

A construção custou R$ 26 milhões, com R$ 14 milhões em recursos provenientes do Governo Federal e outros R$ 12 milhões de contrapartida do Estado. A força de trabalho será dos 571 agentes penitenciários aprovados no último concurso da Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania (Sejuc).

A nova cadeia terá papel importante na redução do déficit carcerário no Rio Grande do Norte. Atualmente, as cadeias potiguares têm 9,7 mil presos para um total de 3.086 vagas, segundo informações do Conselho Nacional de Justiça. Isso significa que três detentos ocupam uma mesma vaga nas carceragens públicas.

Por questões de segurança, já que envolve transferência de presos e trânsito de agentes, a Sejuc não revela o cronograma de ocupação.

O Rio Grande do Norte recebeu R$ 26 milhões do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen), órgão ligado ao Ministério da Justiça, para a ampliação de vagas prisionais. O recurso será utilizado para a construção do presidido de Afonso Bezerra, que abrirá 624 vagas.

Comente

Com menos de 1% nas pesquisas, presidenciável afirmou que se inspira em Juscelino Kubitschek - 20/07/2018

Ex-presidente do BNDES oficializa candidatura à Presidência pelo PSC

Por Agência Estado

 

 O ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) Paulo Rabello de Castro oficializou nesta sexta-feira, 20, sua candidatura à Presidência da República pelo PSC. Com menos de 1% das intenções de voto nas últimas pesquisas eleitorais, Rabello de Castro afirmou que seu plano de metas, inspirado em Juscelino Kubitschek, apresentará ao brasileiros os meios e soluções para tirar o País da atual crise política e econômica.

O presidenciável também prometeu realizar uma distribuição de renda para que todos os cidadãos possam usufruir das riquezas do Brasil e criar um lastro da Previdência Social.

“Digo que este capitalismo que é mais que selvagem, é um capitalismo espúrio, um capitalismo de corporações, de juros altos. Isso vai acabar. Porque o capitalismo que não é bom para todos os brasileiros não merece ser o capitalismo do Brasil”, disse.

De acordo com Rabello de Castro, sua candidatura também terá como objetivo aumentar a bancada do PSC no Congresso, com a expectativa de eleger cerca de 35 parlamentares. “Se sei lidar com o Congresso, digo que ele é lindo. Teremos 35 representantes do PSC, número mais do que suficiente para dar exemplo nas votações que precisamos”, afirmou.

O evento foi aberto pelo presidente do PSC, Pastor Everaldo, que foi candidato à Presidência pelo partido em 2014. “O País precisa sair da crise e a pessoa qualificada para levar as melhores propostas para o Brasil, a partir de hoje, quem vai verbalizar isso para a população brasileira será um dos homens mais qualificados para fazer a virada que o País precisa”, afirmou ao apresentar Castro.

Paulo Rabello de Castro foi presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), de junho de 2017 a março de 2018, quando deixou o cargo por causa do calendário eleitoral. Antes, presidiu o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), onde atuou entre julho de 2016 e junho de 2017.

No sábado, dia 21, ele vai participar do lançamento das candidaturas do ex-juiz federal Wilson Witzel ao governo do Estado do Rio de Janeiro e de Pastor Everaldo ao Senado. No evento, também será apresentada a lista dos candidatos a deputado estadual e federal da legenda.

Comente

Partido realizou convenção nacional, mas não definiu o nome do vice - 20/07/2018

PDT lança candidatura de Ciro Gomes a presidente

Por Agência Brasil

 

 O PDT confirmou hoje a candidatura de Ciro Gomes à Presidência da República, na convenção nacional que reuniu filiados do partido. “Ciro tem a responsabilidade de ser a síntese do Brasil soberano, mais justo e mais soberano”, afirmou o presidente do PDT, Carlos Lupi.

A convenção reuniu integrantes do Diretório Nacional e do Conselho Político, representantes de movimentos sociais vinculados ao partido, senadores, deputados federais e estaduais, delegados e presidentes das comissões provisórias.

O partido não definiu o candidato a vice-presidente nem as demais legendas que integrarão a chapa de Ciro Gomes.

A expectativa da cúpula do PDT é que a eleição presidencial alavanque o partido nos estados. Lupi tem falado em eleger este ano uma bancada de pelo menos 40 deputados federais. Atualmente o partido tem 19 deputados federais e três senadores.

Até agora, o PDT tem oito nomes para disputar os governos estaduais: Waldez Góes (AP), Lígia Feliciano (PB), Carlos Eduardo Alves (RN), Jairo Jorge (RS), Pedro Fernandes (RJ), Acir Gurgacz (RO), Odilon de Oliveira (MS) e Osmar Dias (PR).

Perfil

Esta é a terceira vez que Ciro Gomes será candidato à Presidência da República: em 1998 e 2002, ele concorreu pelo PPS. Natural de Pindamonhangaba (SP), construiu sua carreira política no Ceará, onde foi prefeito de Fortaleza, eleito em 1988, e governador do estado, eleito em 1990. Renunciou ao cargo de governador, em 1994, para assumir o Ministério da Fazenda, no governo Itamar Franco (1992-1994), por indicação do PSDB, seu partido na época.

Ciro Gomes foi ministro da Integração Nacional de 2003 a 2006, no governo do ex-presidente Lula, e tocou o projeto de Transposição do Rio São Francisco. Deixou a Esplanada dos Ministérios para concorrer a deputado federal e foi eleito. Também exerceu dois mandatos de deputado estadual no Ceará. Tem 60 anos e quatro filho.

Comente

Nota - 20/07/2018

Terminal Salineiro de Areia Branca é desembargado pelo IBAMA e volta a funcionar normalmente

A Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) foi comunicada no início da tarde desta quinta-feira (19) pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), que o Terminal Salineiro de Areia Branca, o Porto-Ilha, foi desembargado e pode retornar as atividades normais imediatamente.

O embargo se deu no dia 12 de julho e imediatamente a CODERN concentrou os esforços necessários para se atender as exigências emergenciais. Nos próximos 30 dias estará sendo assinado um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) entre a Companhia e o IBAMA para ser executado e assim todas as pendências serem solucionadas.

O Presidente da CODERN, Fernando Dinoá, coordenou os trabalhos, contando com o apoio dos outros dois diretores: Emiliano Rosado (Técnico-Operacional) e José Adécio Filho (Administrativo e Financeiro), da Secretaria Nacional de Portos, além dos assessores, funcionários da Companhia e também dos clientes e fornecedores que compreenderam o momento e se uniram à causa, no que aproveita para agradecer a todos.

Dinoá rende também agradecimentos ao apoio recebido por parte da bancada federal potiguar, através dos senadores Garibaldi Filho, José Agripino e dos deputados federais Walter Alves, Felipe Maia e Rogério Marinho.


Comente

Eleições 2018 - 20/07/2018

Brenno Queiroga registra Plano de Governo em convenção do Solidariedade

Pré-candidato ao Governo do Estado pelo Solidariedade, o engenheiro civil Brenno Queiroga irá registrar seu plano de governo, nesta sexta-feira (20), a partir das 10h, durante convenção do Partido. O Solidariedade será o primeiro a apresentar o documento que apresenta as metas e estratégias do pré-candidato para “arrumar” o Rio Grande do Norte. As convenções partidárias têm início nesta sexta-feira e podem prosseguir até o próximo dia 05 de agosto, ocasião em que os partidos definem as coligações e escolhem os seus candidatos para as Eleições de 2018. Na ocasião, estarão presentes, além de Brenno Queiroga, o deputado estadual e pré-candidato à reeleição, Kelps Lima, a pré-candidata à senadora, Magnólia Figueiredo, além de demais pré-candidatos e filiados ao Solidariedade.

“Nós temos um projeto consistente, que tem como objetivo principal organizar o nosso Estado, sem precisar de acordos com oligarquias, nem de campanhas caras, que resultam em corrupção, loteamento de governo, ineficiência e incompetência. O nosso Plano de Governo é sério e focado na modernização da máquina pública, no desenvolvimento econômico e na transparência e participação social”, pontuou Brenno Queiroga.

A convenção do Solidariedade será um ato formal, entre às 10h e 12h, no escritório do Partido, localizado à Rua Dr. João Abdon da Silva, 1489, Lagoa Nova, em frente à Praça Kalina Maia.

Comente

Lançamento oficial do projeto será realizado nesta sexta (20), na Procuradoria-Geral de Justiça, em Natal - 20/07/2018

Expansão do projeto Transformando Destinos chega a 16 municípios potiguares

Expansão do projeto Transformando Destinos chega a 16 municípios potiguares

 O projeto Transformando Destinos: Interiorizando a Política sobre Drogas inaugura uma nova fase de expansão, chegando a 16 novos municípios, para totalizar 21 cidades integrantes, além do Governo do Estado. O evento de lançamento oficial do projeto ocorrerá nesta sexta-feira (20), às 9h, na sede da Procuradoria-Geral de Justiça, em Natal. Na ocasião, haverá a assinatura de Acordos de Cooperação Técnica, selando a parceria com os Executivos Municipais, e a palestra tratando sobre a prevenção ao uso de drogas.

 
A iniciativa é desenvolvida desde 2015 pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), em parceria com a Associação do Ministério Público do RN (Ampern) e apoio do Ministério Público do Trabalho. O Transformando Destinos atua nos eixos da prevenção, do cuidado e da repressão ao tráfico ilícito de entorpecentes, com base na integração entre os setores e os entes.
 
Desde então, o projeto atua na indução da política pública sobre drogas junto aos Executivos Estadual e dos Municípios de Natal, Parnamirim, Mossoró, Parelhas e Macau, nos eixos da prevenção ao uso, do cuidado ao usuário e sua família e da repressão ao tráfico ilícito de entorpecentes, buscando uma atuação integrada, articulada e solidária entre os diversos atores responsáveis pela temática.
 
O evento contará com a presença de parceiros e autoridades da área, além dos prefeitos e secretariados das pastas que lidam com a temática, como Saúde, Assistência Social, Educação, Segurança, sempre de acordo com a estrutura do município.
 
Os novos municípios a integrar o Transformando Destinos são: Areia Branca, Assu, Baraúna, Caicó, Canguaretama, Ceará-Mirim, Currais Novos, Extremoz, João Câmara, Macaíba, Nova Cruz, Pau dos Ferros, Santa Cruz, Santo Antônio, São Gonçalo do Amarante e São José de Mipibu, contando com o apoio da Associação do Ministério Público do Rio Grande do Norte e com o patrocínio do Ministério Público do Trabalho, através da Procuradoria Regional do Trabalho da 21ª Região.
 
Além das assinaturas dos Acordos de Cooperação Técnica, teremos a palestra da Profª Dra. Zila Sanchez, especialista em Prevenção ao Uso de Drogas, professora do Departamento de Medicina Preventiva da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e integrante do Comitê Internacional de Diretrizes de Prevenção do Escritório das Nações Unidas para Drogas e Crimes (UNODC).
 
Programação
20 de julho de 2018
9h – Abertura Oficial: Assinatura dos Acordos de Cooperação Técnica entre os municípios e o Ministério Público do Rio Grande do Norte.
10h30min – Coffee Break
11h – Palestra: Desafios e possibilidades de prevenção ao uso e ao abuso de álcool e outras drogas. Palestrante: Dra. Zila Sanchez

Comente