Indenização - 23/01/2018

Estado deve indenizar paciente que teve gaze esquecida em seu corpo após o parto

Resultado de imagem para fotos de gaze dentro do ser humano

A juíza Aline Daniele Belém Cordeiro Lucas, em processo da 2ª Vara da Fazenda Pública de Natal, condenou o Estado do Rio Grande do Norte a pagar a uma cidadã a importância de R$ 30 mil, a título de indenização por danos morais, em razão dos prejuízos morais que lhe foram causados em decorrência de erro médico supostamente cometido por agentes públicos estaduais, no momento de seu parto.

Na Ação Ordinária, proposta contra o Estado do Rio Grande do Norte, a autora alegou que esteve no Hospital Regional Lindolfo Gomes Vidal, no município de Santo Antônio, para se submeter a uma cesariana, dando a luz a seu filho.

Entretanto, narrou que, durante o período de resguardo, começou a sentir incômodo na região cirurgiada, febre alta e muitas dores. Por conseguinte, em virtude do agravamento do quadro, dirigiu-se ao Hospital Maternidade Januário Cicco, em Natal.

Denunciou que foi constatado a presença de um corpo estranho dentro do abdômen dela. Afirmou que, na sequência, foi submetida a um procedimento cirúrgico, no qual foi retirada uma quantidade de gaze que foi esquecida dentro da cavidade vaginal dela, onde estava alojado o bebê durante o parto realizado dias antes.

Em virtude do ocorrido, afirmou que se manteve com quadro infeccioso durante oito dias, internada no Hospital Maternidade Januário Cicco, recebendo fortes medicações anti-inflamatórias e com o comprometimento das funções renais.

Decisão

Para a juíza Aline Cordeiro Lucas, o evento lesivo debatido nos autos deu-se mediante ato comissivo dos agentes públicos do Estado do Rio Grande do Norte, os quais, procederam com imperícia no procedimento médico. No caso, entendeu que houve atuação danosa do Estado, o que justifica a incidência da responsabilidade objetiva.

Ao se voltar ao laudo para solicitação de autorização de internação hospitalar anexado aos autos, ela entendeu que se encontra demonstrada a ação administrativa danosa, porque foi encontrado dentro da autora, operada há treze dias por cesárea realizada em hospital estadual, um corpo estranho, a saber, um tampão de gases.

Além do mais, ela chamou a atenção pra o fato de que a paciente também apresentou um quadro de febre, dores e exalação de mau cheiro, sendo tais fatos decorrentes do procedimento adotado pelos agentes públicos, para efetivar o parto da autora. Ressaltou também que, na sua ficha de internação o diagnóstico foi de infecção puerperal e corpo estranho na vagina, além da existência de uma infecção pós-cirúrgica informada pelo laboratório de microbiologia.

Da mesma forma, salientou que o resumo da alta indica que a paciente foi admitida em pós-operatório de cesárea, evoluindo para febres e calafrios, com a retirada de corpo estranho do fundo vaginal, sendo feita a devida medicação com antibióticos.

“Deste contexto, entendo demonstrada a ação administrativa danosa, que violou a incolumidade física da requerente. Na mesma vertente, encontro comprovado o nexo causal que vincula a dita ação aos danos sofridos pela parte autora. Houve uma atuação negligente do requerido, que não adotou os cuidados preventivos necessários para o parto da ofendida, o que lhe reverteu em prejuízos morais”, decidiu a juíza Aline Cordeiro Lucas.

Comente

indenização - 23/01/2018

Cliente de boate acusado injustamente de portar cédula falsa será indenizado

Imagem relacionada

foto da internet ilustrativa.

O juiz Marcelo Pinto Varella, da 10ª Vara Cível de Natal, condenou a Pepper’s Hall Ltda. ME a pagar indenização por danos morais no valor de R$ 8 mil em favor de um consumidor que foi acusado de tentar pagar conta com uma nota falsa pela atendente e pelo gerente da boate em meados de 2013, o que lhe fez sofrer situação vexatória e humilhante, além de ter sido detido pela Polícia Militar e conduzido a sede da Polícia Federal para prestar esclarecimentos, sob afirmação de estar na posse de cédula falsa.

O autor ajuizou Ação de Indenização por Danos Morais contra a Pepper’s Hall Ltda. ME, alegando que no dia 26 de maio de 2013 dirigiu-se aquela boate e, por volta das quatro horas da manhã, conduziu-se ao caixa e ao tentar realizar o pagamento do que consumiu, total de R$ 47,85, com uma nota de R$ 50, a atendente a recebeu e alegou a falsidade da nota.

O consumidor afirmou ter apresentado outra cédula de R$ 100 que também foi considerada falsa pela atendente. Naquele instante, já sob ameaça e sendo humilhado pelo gerente da empresa, efetuou o pagamento com seu cartão de débito.

Ele sustentou que a Polícia Militar foi acionada pelos representantes da empresa e o conduziu à sede da Polícia Federal, apresentando a cédula de R$ 50 para o devido exame pericial. O laudo foi expedido no dia 10 de junho de 2013, considerando a nota como autêntica.

Em virtude do ocorrido, o consumidor requereu em juízo a exibição das imagens do momento da alegação de falsificação da nota e indenização por dano moral no valor de R$ 50 mil.

A Pepper’s Hall se defendeu alegando ter agido no exercício regular do seu direito, pois a referida nota continha traços de espessura e tato completamente incompatíveis com os que estavam acostumados a manusear.

A empresa alegou ainda a ausência de tentativa de pagamento com outra cédula por parte do autor e qualquer ato ou palavra que pudesse representar ameaça ou humilhação. No mérito requereu a total improcedência dos pedidos.

Decisão

No caso, o magistrado Marcelo Pinto Varella entendeu que a boate cometeu ato ilícito ao acusar o autor de portar nota falsa sem a devida comprovação de que a suspeita era verídica, causando-lhe dano de natureza moral ao expô-lo a condições vexatórias, onde todos ao redor observavam a abordagem feita por parte de seus prepostos, conforme depreende-se da análise das imagens cedidas pela empresa e anexadas aos autos processuais.

Assim sendo, concluiu que o alegado exercício regular do direito foi excedido, no momento em que houve a abordagem e a acusação na presença de terceiros, caracterizando o agir ilícito. “Resta evidente o direito do autor em ser indenizado moralmente por ter sofrido grande abalo ao suportar as pessoas ao redor observando-o ser acusado de ter apresentado uma cédula falsa”, ressaltou.

E continuou: “Além do mais, foi detido em frente ao estabelecimento ré, quadro que leva à conclusão de prática de crime, tudo na presença de terceiros. Exposto, sem dúvidas, a uma situação humilhante”. Para o juiz Marcelo Pinto Varella, é cristalino o dano causado ao consumidor pela acusação descabida a qual foi refutada pelo laudo da Polícia Federal juntado aos autos.

“Defeito de serviço evidenciado através do modo de execução, pois houve excesso na abordagem realizada por parte da ré, devendo, portanto, indenizar o autor”, decidiu.

(Processo nº 0126100-14.2013.8.20.0001)

Comente

Em contato com o Portal Agora RN, senador democrata admitiu parceria ao lado do prefeito e descartou ter feito pré-campanha na zona Norte - 23/01/2018

“Minha proximidade com Carlos Eduardo não é novidade”, diz José Agripino

Carlos Eduardo, prefeito de Natal, e José Agripino, senador da República

Visto ao lado do prefeito Carlos Eduardo e membros da gestão do pedetista na última sexta-feira, 19, durante uma visita técnica realizada pelo chefe do Executivo municipal em obras que estão sendo executadas nos loteamentos Brasil Novo e Novo Horizonte, na zona Norte da capital potiguar, o senador José Agripino Maia (DEM) disse em contato exclusivo com o Portal Agora RN que, de fato, tem se aproximado do gestor natalense.

O líder do Democratas destacou, no entanto, que sua parceria com o pedetista não pode ser considerada novidade uma vez que fez parte da última campanha do prefeito para o cargo máximo de Natal. “Fui convidado e compareci porque as obras tiveram minha participação. Fui várias vezes com ele viabilizar os recursos junto ao Ministério das Cidades. Minha proximidade com ele é real, mas não é de agora, fiz parte da campanha dele em 2016 e isso não é novidade para ninguém”, admitiu Agripino.

Questionado pela reportagem se procurou fazer ato político na zona Norte, já que é pré-candidato declarado à reeleição no Senado Federal, o democrata rechaçou a possibilidade. “Evidente que não. O que fiz foi apenas um ato de visita. Nem falar eu falei, só quem falou foi ele (Carlos Eduardo). Eu simplesmente estive ao lado dele nas ruas, não me manifestei em nenhum momento e isso deixa claro que não procurei me promover na comunidade”, concluiu.

Nos bastidores, uma possível dobradinha para as eleições de 2018 vem sendo cogitada tendo os nomes de José Agripino e Carlos Eduardo. Enquanto o atual senador concorreria a reeleição em Brasília, o atual prefeito de Natal se lançaria candidato ao cargo de governador do Rio Grande do Norte. No entanto, apesar dos indícios, o prefeito jamais admitiu ter intenção de concorrer ao cargo máximo do Estado, assim como já fez outrora.

Vereador acusa prefeito de promover aliados

Apesar da negativa de José Agripino, o vereador de Natal Cícero Martins (PTB) acusou Carlos Eduardo de ter promovido seus aliados visando votos para a próxima campanha eleitoral. Em declaração dada via assessoria, o parlamentar questionou a presença de Agripino na visita às obras. “Essa é a maior prova que estão em campanha, ou aquele povo humilde vê um senador ao vivo sem ser em época de campanha?”, questionou o petebista. Fonte Portal Agora RN.

Comente

Levantamento do Agora RN mostra que Ministério Público Estadual pagou R$ 5,8 milhões a 11 membros; procurador que mais recebeu foi Sayonara Café, beneficiad - 23/01/2018

Procuradores do MPRN ganharam, em média, mais de R$ 500 mil em 2017

Fachada do MPRN

Fachada da Procuradoria-Geral de Justiça do Rio Grande do Norte

Os 11 procuradores que compõem atualmente o quadro do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) custaram aos cofres públicos do Estado, em 2017, pouco mais de R$ 5,8 milhões líquidos entre salários e benefícios. Em cálculo médio, pode-se afirmar que cada procurador recebeu mais de R$ 500 mil no último ano.

No levantamento realizado pelo Jornal Agora RN no Portal da Transparência, identificou-se que o membro da cúpula que mais recebeu pelas suas atividades no ano passado foi a procuradora Sayonara Café. Entre janeiro e dezembro/2017, ele foi beneficiada com o pagamento de R$ 605.109,55. O segundo lugar do ranking também é do sexo feminino: a procuradora Maria de Lourdes, que recebeu R$ 584.353,65.

Na terceira posição do levantamento aparece o procurador Anísio Marinho, que faturou R$ 572.176,28. Em quarto lugar está a procuradora Myrian Coeli, com R$ 559.328,76 de verbas recebidas, e fechando os cinco primeiros do ranking está a procuradora Carla Amico, que recebeu R$ 536.398,29.

Também fazem parte do ranking os procuradores Arly de Brito, Darci de Oliveira, Darci Pinheiro, Herbert Bezerra, Iadya Maio e José Braz. A listagem completa dos valores recebidos por eles pode ser conferida abaixo, por ordem de remuneração. A que menos faturou foi a procuradora Darci de Oliveira, que recebeu R$ 406.762,21 entre salários e benefícios. Procurado, o MPRN decidiu não comentar o assunto.

Confira:

Fonte Agora RN.

Comente

Sediado na capital, 3º Distrito Naval ainda tem outras 30 vagas em estados nordestinos. Salários de nível fundamental e médio variam de R$ 1,8 mil a R$ 3,1 - 23/01/2018

Marinha abre inscrições para 60 vagas temporárias em Natal

Por G1 RN

Comando do 3º Distrito Naval da Marinha, em Natal (Foto: Marinha do Brasil/Divulgação)

Comando do 3º Distrito Naval da Marinha, em Natal (Foto: Marinha do Brasil/Divulgação)

3º Distrito Naval da Marinha, sediado em Natal, abriu inscrições para concurso com 90 vagas temporárias para praças, nos estados do Rio Grande do Norte, Alagoas, Ceará, Paraíba e Pernambuco. A maior parte das oportunidades, um total de 60, são para a capital potiguar. As provas são de nível fundamental e de nível médio com téncnico.

As oportunidades são para Marinheiros (Fundamental) e Cabos (Médio Técnico), com rendimentos brutos iniciais em torno de R$ 1.800 e R$ 3.100, respectivamente.

Em Natal, há 17 vagas de cabos com especialidade em eletrotécnica e duas com especialidade em metalurgia. Também existem sete vagas para pessoas especializadas em marcenaria e 14 em motores, que serão contratadas como marinheiro especializado.

Na área de Saúde, são 14 vagas para cabos com especialidade em enfermagem, cinco em higiene dental e uma em patologia clínica, somente na capital potiguar. Todas as vagas podem ser consultadas no site da Marinha (aqui).

As inscrições foram abertas nesta segunda-feira (22) e seguem até 12 de fevereiro de 2018. Elas custam R$ 70.

 

Brasil

 

Em todo o país, a Marinha do Brasil oferece 490 vagas. Para participar, é necessário ter 18 anos completos e menos de 45 anos (até 31 de dezembro do ano da incorporação), ser brasileiro nato ou naturalizado, ter registro no órgão fiscalizador da profissão a que concorre, quando existir, dentre outras condições previstas no Aviso de Convocação.

 

Inscrição

 

No ato da inscrição, o interessado deverá se candidatar a uma vaga em um dos Distritos Navais, já que o Processo Seletivo é regional e não nacional como acontece nos concursos de carreira.

Para se inscrever é necessário acessar o site www.ingressonamarinha.mar.mil.br, clicar em “Serviço Militar Voluntário” no lado esquerdo do site e escolher o Distrito Naval correspondente a região desejada. A partir daí, poderá entrar no link da inscrição e o respectivo Aviso de Convocação.

 

 

Fases do Processo Seletivo

 

Os candidatos farão uma prova, com duração de três horas, com 50 questões objetivas divididas por Língua Portuguesa (25) e Formação Militar-Naval (25). A previsão é que a prova aconteça em 15 de abril de 2018. A bibliografia está indicada no próprio Aviso de Convocação. Após essa etapa, ainda haverá Verificação de Dados Biográficos, Inspeção de Saúde, Prova de Títulos (caráter classificatório), Verificação Documental, Designação à Incorporação e Incorporação.


Comente

A matéria já tinha sido apreciada na Comissão, mas voltou para nova votação - 23/01/2018

Projeto da Potigás é aprovado com divergências e vai para plenário

O Projeto de Lei encaminhado pela mensagem governamental186/18, que trata da autorização para o Estado alienar as ações representativas do capital social da Companhia Potiguar de Gás (POTIGÁS), foi aprovado nesta terça-feira (23) em reunião extraordinária da Comissão de Justiça e Redação (CCJ).

A matéria já tinha sido apreciada na Comissão, mas voltou para nova votação, pelo fato de ter recebido uma emenda encartada na Comissão de Finanças e Fiscalização (CFF), pelo deputado George Soares (PR), garantindo aos empregados públicos efetivos da Companhia a permanência no emprego, mesmo após a alienação das ações.

Em seu parecer na reunião desta terça-feira, o relator deputado Galeno Torquato deu o seu parecer pela inconstitucionalidade da emenda. Na votação não houve consenso. Quatro deputados acompanharam o relator, pela inconstitucionalidade e dois foram contrários ao relator. Como não houve unanimidade a matéria segue para votação final em plenário.

“A matéria já tinha tramitado em todas as comissões e voltou para a CCJ em função da emenda encartada na Comissão de Finanças e Fiscalização. As opiniões foram divergentes e agora a decisão, de acordo com o regimento da Casa será do plenário que apreciará o projeto original e a emenda”, disse a deputada Márcia Maia (PSDB), presidente da CCJ.

Participaram da reunião os deputados Kelps Lima (Solidariedade), Galeno Torquato (PSD), Márcia Maia, Albert Dickson (PROS), Larissa Rosado (PSB) e José Adécio (DEM). Portal Noar.

Comente

O repasse dos 12,42 % será feito em seis parcelas mensais - 23/01/2018

Projeto que concede abono para servidor contrair empréstimo não é pagamento do 13º

O Governo do Estado enviou à Assembleia Legislativa projeto de Lei que estimula o servidor a contratar empréstimo financeiro com instituições bancárias.

Pela proposta os servidores poderão contrair empréstimo no valor líquido do décimo terceiro salário e o Governo do Estado repassará ao servidor 12,42% deste valor como compensação pecuniária. O repasse dos 12,42 % será feito em seis parcelas mensais.

O projeto, que será analisado e votado pelos deputados estaduais, visa atender as necessidades financeiras dos servidores e beneficiará o pessoal ativo, inativo, civis e militares, ocupantes de cargos em comissão e pensionistas pagos pelo IPERN que não receberam o décimo terceiro salário em dezembro de 2017.

Comente

Acidente com Vitimas - 23/01/2018

Sobrevivente de acidente com Globocop passa por cirurgia

© Reprodução TV Globo

Uma das vítimas da queda do Globocop, na Praia da Pina, no Recife, em Pernambuco, nesta terça-feira (23), Miguel Brendo passa por uma cirurgia no Hospital Reustaração. O operador da emissora apresenta um quadro delicado e foi o único sobrevivente da tragédia.

"Miguel permanece internado em estado gravíssimo e com ferimento na cabeça", informou a assessoria centro médico.

O helicóptero fazia imagens para o telejornal "Bom Dia Pernambuco" quando aconteceu o acidente.

Os outros dois integrantes da aeronave que perderam a vida foram o comandante Daniel Galvão, que pilotava o Globocop, e a 1ª sargento da Aeronáutica Lia Maria Abreu de Souza, que chegou a ser socorrida, mas não resistiu.

Comente

Caso aconteceu no município de Currais Novos, na região Seridó potiguar. Família registra boletim de ocorrência. Bebê foi salvo e passa bem. - 23/01/2018

Após usar rede social para reclamar de atendimento médico, grávida morre ao dar à luz

, G1 RN

Antes de morrer, grávida reclamou de atendimento hospitalar  (Foto: Reprodução\Facebook de Thais Araújo)

Antes de morrer, grávida reclamou de atendimento hospitalar (Foto: Reprodução\Facebook de Thais Araújo)

ma jovem de 22 anos morreu após o parto neste sábado (20), em Currais Novos, cidade da região Seridó potiguar. Mas, um dia antes de falecer, Thais Araújo dos Santos usou uma rede social para reclamar do atendimento médico que vinha recebendo no Hospital Regional Mariano Coelho. O bebê, um menino, foi salvo e passa bem.

Familiares da jovem registraram um boletim de ocorrência na Delegacia de Caicó, e cobram uma investigação. A Secretária Estadual de Saúde, órgão responsável pelo hospital, informou que está apurando os fatos e que vai esperar o resultado da autópsia para que sejam tomadas as devidas providências.

O tio de Thais, Antônio dos Santos, disse que o recém-nascido deve receber alta médica nesta terça (23).

"Senhor eu não entendo esses médicos", disse Thais no início da publicação que fez no Facebook. Ela escreveu que estava perdendo líquido e que um médico informou que o parto seria realizado na cidade de Santa Cruz, na região Trairi. Porém, um outro profissonal não autorizou a tranferência e disse que ela passaria o final de semana tomando soro, e que teria o filho somente nesta segunda-feira (22).

"Não sei o que eles querem esperar mais", completou a jovem. Veja a postagem que Thais fez:

Comente

Crime aconteceu por volta das 15h desta segunda (22) na Zona Norte da capital. Adolescente de 17 anos quase foi linchado pela população e apreendido suspeito - 23/01/2018

Baleado durante assalto a PM em Natal, suspeito é preso ao ser levado por comparsa à UPA

Por G1 RN

Suspeito de assalto foi socorrido por adolescente a UPA na Zona Norte de Natal (Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi)

Suspeito de assalto foi socorrido por adolescente a UPA na Zona Norte de Natal (Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi)

ouve correria na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Potengi, na Zona Norte de Natal, durante a tarde desta segunda-feira (22). Um adolescente foi apreendido e um homem de 33 anos preso suspeitos de assaltarem um policial militar. Ferido, o adulto foi levado pelo comparsa à unidade de saúde no carro roubado e afirmou aos funcionários que era vítima de um assalto.

O crime aconteceu na Avenida Maxaranguape, na Zona Norte da capital potiguar, por volta das 15h. Durante a fuga, uma pessoa atirou contra os suspeitos. A Guarda Municipal, que atendeu a ocorrência, não soube informar se foi o próprio policial, vítima do assalto, quem reagiu, ou se foi outra pessoa.

Ferido na perna e sangrando muito, Thiago Agner Alves, de 33 anos, foi atendido e encaminhado ao Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, na Zona Leste da cidade. A arma que estava com ele, um revólver calibre 38, foi apreendida.

Enquanto o suspeito era atendido, o adolescente tentou fugir e quase foi linchado pela população, mas a Guarda Municipal chegou ao local e o apreendeu. O rapaz, que tem 17 anos, foi levado para prestar depoimento na Delegacia de Atendimento ao Adolescente Infrator.

Arma que estava com suspeito de assalto a PM foi apreendida pela Guarda Municipal de Natal (Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi)

Arma que estava com suspeito de assalto a PM foi apreendida pela Guarda Municipal de Natal (Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi)

Comente

Interessados têm até o próximo dia 30 de janeiro para proceder com a inscrição - 23/01/2018

Portal Matrícula disponibiliza cadastro para alunos novatos a partir desta segunda-feira

Está aberto, a partir desta segunda-feira (22), o período das pré-matrículas para alunos novatos na rede municipal de ensino público. Os interessados têm até o próximo dia 30 de janeiro para proceder com a inscrição no Portal Matrícula.

De acordo com Francisca Henrique, titular da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC), a rede municipal dispõe de 28 mil vagas, o que inclui o percentual para alunos novatos da Educação Infantil, Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

“No mês passado, foram feitas as pré-matrículas antecipadas para os alunos da Educação Especial e a renovação para as matrículas regulares foi feita nas escolas e encerrada no último dia 16 de janeiro”, explica a Secretária da SEMEC, Francisca Henrique.

Nesta nova fase, a SEMEC passou a oferecer vagas para alunos novatos. Dados do Grupo de Ciência e Tecnologia da Informação (GCTI) mostram que até o final da manhã de hoje (22), já foram feitos mais de 2.600 cadastros pelo Portal Matrícula.

“Posteriormente à pré-matricula para alunos novatos, estaremos encaminhando os alunos às respectivas escolas, para a conclusão do procedimento da matrícula”, adianta Diogo Costa, técnico do Censo Escolar da SEMEC.

“Os interessados nas vagas para alunos novatos também podem procurar as secretarias das escolas públicas da rede municipal de ensino para realizar a pré-matrícula virtual”, orienta Diogo Costa, técnico da SEMEC.

Dentre outros benefícios, o Portal Matrícula se propõe a viabilizar a economia de tempo e deslocamento para efetivação das pré-matrículas, garantindo a prioridade na disponibilização das vagas disponíveis aos alunos nascidos no município de Parnamirim.

Durante o cadastro da pré-matrícula, se devido a um eventual congestionamento, houver problema com o preenchimento do endereço do aluno, o GCTI recomenda que sejam acionadas as teclas CTRL+SHIFT+R, para recarregar a página virtual no Portal Matrícula e prosseguir normalmente com o cadastramento.

Para outros esclarecimentos sobre possíveis dúvidas quanto à utilização do Portal Matrícula, durante o cadastro virtual, o telefone do GCTI é o (84) 3644-8333.

Comente

Em Pedro Avelino, 170 pessoas passam a contar com água encanada e banheiros segundo critérios ambientais - 23/01/2018

Comunidade quilombola celebra chegada de água encanada e construção de banheiros

“Nossos avós nunca imaginaram que um dia teríamos uma benção dessas aqui”, comemora Damiana da Silva, 50, que além de agora ter água encanada em casa, realizou um sonho de criança: começou o próprio sítio no quintal com pés de acerola, bananeira, caju e manga. Com mais de 100 anos de existência, a comunidade quilombola Aroeira, em Pedro Avelino, nunca teve água na torneira. Agora conta com água em todas as casas, quintais produtivos, sistema simplificado de reuso de águas cinza e 44 banheiros. O Governo do RN, por meio do projeto Governo Cidadão, Sethas e Banco Mundial, está investindo R$ 481 mil e melhorando a vida dos 170 descendentes de quilombolas.

Damiana diz que até bem pouco tempo atrás sobrevivia com dois galões de água por dia em casa: para cozinhar, beber água, tomar banho, lavar louça e roupa. “Tinha dia que não dava nem para lavar a cabeça. A roupa ia juntando e só lavava quando chovia, nos tanques. Era uma vida muito difícil”, conta. Hoje ela se orgulha de poder ligar a torneira e aguar as plantas do pequeno sítio, nos fundos da casa ainda em construção.

Os investimentos do Governo do RN incluem a implantação de um sistema simplificado de abastecimento de água, com perfuração e instalação elétrica de um poço tubular profundo, construção de reservatório elevado e uma rede de distribuição de água contemplando cada casa da comunidade. Esta fase do projeto foi concluída e todos os moradores já contam com água encanada em casa. Quarenta e quatro banheiros se encontram em fase final de obras e levarão mais saúde e higiene à comunidade.

Hélia da Silva, 52, presidente da Associação Comunitária São Francisco da Comunidade Aroeira, conta que resolveu se candidatar ao cargo para buscar algum projeto de acesso à água para as famílias. “Ter água para beber, tomar banho, lavar roupa, louça e cozinhar é muito importante. Todo mundo vai poder ter seu sitiozinho, sua horta. Sem contar os banheiros, porque todo mundo fazia as necessidades no meio do mato. É mais saúde e higiene pra gente”, comemora.

A presidente também começou a idealizar o próprio sítio e pretende plantar banana, feijão, milho, quiabo, alface, batatinha, cenoura, cebola e até alho. “Cuidar das plantas pra mim é uma terapia. A gente sabe que só mora na roça quem tem coragem”, diz.

Para o secretário de Gestão de Metas e Projetos, Vagner Araújo, a comunidade Aroeira supera um problema centenário e finalmente terá dignidade para seus moradores. “Acesso à água é prioritário para o Governo do RN e Banco Mundial. Por meio de projetos como este estamos mudando a realidade no semiárido potiguar”, enfatiza. Portal Noar.

Comente

Águia de Ceará-Mirim soma seis pontos ao lado de alvirrubros e alvinegros - 23/01/2018

Globo vence Força e Luz na Arena e divide liderança com América e ABC

O primeiro turno do Campeonato Potiguar tem três times com seis pontos após as duas primeiras rodadas. Na tarde desta segunda-feira (22), o Globo venceu o Força e Luz por 1 a 0, na Arena das Dunas, e se manteve 100% na competição.

O único gol do jogo foi marcado pelo volante Erick, aos 25 minutos do primeiro tempo.

Agora, a Águia se junta a América e ABC no topo da classificação da Copa Cidade do Natal. Contudo, a vantagem ainda é americana no saldo de gols: 5 contra 3 (Globo) e 2 (ABC).

A terceira rodada da competição começa nesta quarta-feira (24). Às 20 horas, o América recebe o Potiguar de Mossoró, na Arena das Dunas. Simultaneamente, Baraúnas e ABC se enfrentam no estádio Nogueirão, em Mossoró.

A rodada será finalizada na quinta-feira (25). Globo e Santa Cruz de Natal duelam no estádio Barrettão, em Ceará-Mirim. Enquanto ASSU e Força e Luz medem força no Edgarzão, em Assu. As duas partidas estão marcadas para as 20 horas.

Comente

Relatório - 23/01/2018

Teori: relatório da FAB sugere que piloto insistiu em pouso mesmo com visibilidade baixa

FAB: avião que caiu com Teori não registrou pane ou mau funcionamento: Acidente completou um ano no último dia 19

© Nelson Jr./SCO/STF Acidente completou um ano no último dia 19

BRASÍLIA - Relatório do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) concluiu que a visibilidade em Paraty (RJ) era menor do que a recomendada para uma tentativa de pouso na pista da cidade na tarde de 19 de janeiro de 2017. Naquele dia, o avião que levava o ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), e outras quatro pessoas caiu no mar, matando todos a bordo. O relatório final de investigação do Cenipa, órgão ligado à Aeronáutica, foi divulgado nesta segunda-feira e sugere que o piloto Osmar Rodrigues insistiu no pouso mesmo assim. Além disso, foi apontada a possível ocorrência de ilusões visuais que podem ter desorientado o piloto. Teori era o relator dos processos da Operação Lava-Jato no STF, tendo sido substituído nesse papel, após sua morte, pelo colega Edson Fachin.

A recomendação para pistas com a de Paraty, em que o pouso é visual e feito sem auxílio de instrumentos ou torre de controle, é que haja visibilidade de 5 mil metros ou mais. O Cenipa estimou que, no momento do acidente, ela estava em 1,5 mil metros. A aeronave partiu às 13h01 de São Paulo. Naquele momento, a visibilidade era boa em Paraty. Mas começou a chover e a neblina aumentou, chegando a níveis ruins no momento em que o avião se aproximou de Paraty.

— Naquele momento, não havia as condições mínimas de visibilidade requeridas para as operações de pouso e decolagem. Da mesma forma, o campo visual do piloto estava restrito e com poucas referências visuais no solo para sua orientação — afirmou o investigador do Cenipa encarregado do caso, o coronel aviador Marcelo Moreno.

Os dados extraídos da aeronave mostraram inclusive que, minutos antes do acidente, o piloto preferiu esperar mais algum tempo antes de tentar o pouso.

— Após a primeira tentativa de aproximação, ele recolheu o trem de pouso e disse que ia esperar um pouco — disse Moreno.

Houve depois uma segunda tentativa de aproximação da aeronave, mas o piloto voltou a sobrevoar a área. O avião fez uma curva à direita, quando recolheu o trem de pouso, e em alguns segundos caiu no mar. A investigação apontou a existência de condições que favorecem a existência de algumas ilusões que podem levar um piloto a se desorientar quando faz uma curva. Mas não cravou que isso tenha ocorrido. Apenas sugeriu que ele tenha passado por esse fenômeno.

— Esse tipo de ilusão é potencialmente perigoso, em especial em voos de baixa altitude — afirmou Moreno.

Outra ilusão que pode ter ocorrido é a falsa percepção da altura da aeronave. O piloto podia achar que estava a uma altitude maior do que realmente estava. Isso é mais comum em superfícies homogêneas, com poucos detalhes, como é o caso da água. O problema tende a ser pior em condições de baixa visibilidade.

A investigação do Cenipa apontou que os certificados e manutenção da aeronave estavam em dia.

— Não havia registros de panes ou mau funcionamento relacionado aos sistemas da aeronave — disse Moreno.

O piloto também estava com sua licença em dia e não foram encontrados indícios de que houvesse problemas do ponto de vista médico comprometendo seu trabalho. O piloto, com 30 anos experiência, estava acostumado a ir para Paraty (RJ), tendo realizado 33 voos para esse destino nos 12 meses anteriores ao acidente. Mas, segundo o Cenipa, isso não impede que ele também ele esteja sujeito a ilusões visuais e desorientação espacial. Pode até ter elevado sua autoconfiança.

Comente

Prescrição da Pena - 23/01/2018

Lula pede prescrição da pena no caso triplex

Lula.

Foto: Nacho Doce/Reuters Lula.

Alternativamente ao pedido de absolvição, em memoriais no âmbito de apelação contra pena no caso triplex, advogados do ex-presidente Lula reafirmam sua inocência e requerem aos desembargadores do Tribunal da Lava Jato que reconheçam a prescrição dos supostos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção atribuídos ao petista. Os defensores sustentam o esgotamento do prazo para o Estado punir Lula por delitos que, segundo a acusação, teriam ocorrido em 2009.

Inconformado com a pena de 9 anos e 6 meses de prisão imposta pelo juiz federal Sérgio Moro, o ex-presidente recorreu ao Tribunal Regional Federal da 4.ª Região, a Corte de apelação da Lava Jato. Ele nega ser dono do imóvel do Guarujá, que é visto pelo magistrado, em sentença de julho de 2017, como propina de R$ 2,2 milhões da empreiteira OAS.

O julgamento da apelação ocorre nesta quarta-feira, 24. Estão no centro do debate, além da inocência ou culpa do ex-presidente, a execução da pena após decisão de segunda instância, e a possível candidatura dele nas eleições presidenciais de 2018.

O entendimento mais recente do Supremo é de que réus condenados podem ser presos após decisão de segundo grau.

Em memorial ao Tribunal da Lava Jato, a defesa do ex-presidente reivindicou o direito de recorrer em liberdade, caso a sentença de Moro seja confirmada pelos desembargadores e atacam a atual convicção da Suprema Corte.

"Frise-se que as decisões proferidas pelo Supremo Tribunal Federal no HC 126.292 e nas ADCs 43 e 44 não possuem caráter vinculante, além de configurarem clara ofensa à presunção de inocência. Inclusive, após os dois julgamentos acima citados, já foram proferidas diversas decisões, no âmbito do mesmo Tribunal, repelindo a execução provisória da pena. A crítica à execução provisória da pena também emana dos mais respeitáveis juristas, como Alexandre Morais da Rosa61, Lenio Luiz Streck (um dos subscritores da ADC 44)62 e Cezar Roberto Bittencourt", anota.

Os oito advogados de Lula requerem, prioritariamente, a absolvição do ex-presidente, e, alternativamente, a prescrição da pena determinada por Moro.

"Com efeito, se o benefício material - vantagem indevida - ocorreu em 2009, o crime de corrupção, em qualquer modalidade aventada, já teria se consumado naquele momento", argumenta a defesa.

"Desse modo, caso se mantenha o quantum imposto na sentença, deve ser reconhecida a prescrição da pretensão punitiva retroativa, pois a referida pena prescreve em 6 anos, lapso temporal já transcorrido entre a suposta consumação do delito (em oito de outubro de 2009) e o recebimento da denúncia."

Ainda a defesa. "Da mesma forma, a lavagem de dinheiro teria sido consumada em 8 de outubro de 2009 (data da assunção do empreendimento imobiliário pela OAS, quando teria ocorrido a ocultação da propriedade do apartamento tríplex), tendo transcorrido o lapso temporal prescricional entre a suposta consumação do delito de lavagem e o recebimento da denúncia", sustentam os advogados de Lula.

Comente

Utilidade Pública - 22/01/2018

UTILIDADE PÚBLICA (Poço Branco): SERVIÇO DE MELHORIA NA REDE ELÉTRICA COM DESLIGAMENTO PROGRAMADO

Resultado de imagem para fotos do logo tipoda cosern

 A Cosern comunica que, para realizar serviços de melhoria na rede elétrica, será necessário interromper temporariamente o fornecimento na quarta-feira, 24, das 13h às 17hno Centro, Rua Nóbrega Machado e adjacências, no município de Poço Branco.

Caso os serviços sejam realizados antes do horário previsto, a rede será energizada sem aviso prévio.

Fique atento: a Cosern sempre avisa antecipadamente quando precisa realizar desligamento programado na rede elétrica.

 

·        Em caso de falta de energia, a Cosern orienta:

 

·        Enviar um SMS para 26560, informando apenas o número da sua conta contrato. Para facilitar, salve-a no bloco de notas do seu smartphone; ou

 

·        Telefonar para o 116.

Comente

Previsão é de que 4,5 milhões pessoas tenham direito a um total de R$ 7,8 bilhões referentes a essas cotas, sendo 2,7 milhões de pessoas cotistas do PIS e - 22/01/2018

Trabalhador acima dos 60 anos começa a receber nesta segunga as cotas do PIS

 Beneficiários do PIS com valor até R$ 1,5 mil poderão fazer o saque nas unidades de autoatendimento da Caixa

 Agência Brasil

Os trabalhadores a partir de 60 anos de idade e que têm conta corrente ou poupança individual na Caixa Econômica Federal (Caixa) ou no Banco do Brasil (BB) receberão nesta segunda-feira (22) as cotas dos fundos do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep). Pagos a pessoas dessa faixa etária que trabalharam com carteira assinada antes da Constituição de 1988, os valores serão creditados nas contas bancárias na noite desta segunda-feira (22).

Para os demais trabalhadores que não são correntistas dos dois bancos públicos, os saques poderão ser feitos a partir da próxima quarta-feira (24). A previsão é de que 4,5 milhões pessoas tenham direito a um total de R$ 7,8 bilhões referentes a essas cotas, sendo 2,7 milhões de pessoas cotistas do PIS e 1,8 milhão do Pasep.

Há alguns anos, o trabalhador só tinha acesso à cota quando completasse 70 anos, se aposentasse ou tivesse doença grave ou invalidez. A partir da Medida Provisória nº 813, publicada ao final de dezembro do ano passado, o benefício foi estendido a mulheres a partir dos 62 anos de idade e a homens com mais de 65.

Os dois programas foram criados na década de 1970. O PIS tem a finalidade de integrar o empregado do setor privado e o desenvolvimento da empresa, enquanto o Pasep reune arrecadações da União, de estados, municípios, Distrito Federal e territórios destinadas aos empregados do setor público. A Constituição de 1988 trouxe mudanças quanto a esse tipo de recurso, estruturando o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Com as regras atualmente em vigor, quem contribuiu após 4 de outubro de 1988 não tem direito ao saque, uma vez que o FAT distribui quantias reservadas ao seguro-desemprego, ao abono salarial e ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Saque

Por meio dos sites www.caixa.gov.br/cotaspis e www.bb.com.br/pasep é possível consultar se há saldo disponível para saque. Nas páginas, o trabalhador pode visualizar a data de início do pagamento e os canais disponíveis, além da melhor opção de pagamento.

Os beneficiários do PIS com valor até R$ 1,5 mil poderão fazer o saque nas unidades de autoatendimento da Caixa, utilizando apenas a senha do Cartão do Cidadão. Valores entre R$ 1,5 mil e R$ 3 mil podem ser sacados no autoatendimento, unidades lotéricas e da Caixa Aqui, devendo apresentar também um documento de identificação oficial com foto. Valores acima de R$ 3 mil poderão ser retirados apenas nas agências da Caixa, também com um documento de identificação com foto.

O saque das cotas do Pasep pode ser feito nas agências do Banco do Brasil, com apresentação de documento de identificação oficial com foto. Os beneficiários com saldo de até R$ 2,5 mil podem solicitar o envio a outra instituição financeira, sem custos, pela internet ou pelos terminais de autoatendimento do banco.

O saque poderá ser feito por outra pessoa que não seja o beneficiário, mediante procuração particular, com firma reconhecida, ou por instrumento público que contenha outorga de poderes para solicitação e saque de valores do PIS/Pasep.

Herdeiros dos beneficiários das cotas também estão autorizados a realizar o saque, sem a necessidade de seguir o calendário estabelecido. No caso de falecimento do cotista, os herdeiros podem se dirigir a qualquer agência da Caixa – no caso do PIS – ou do Banco do Brasil – para recebimento do Pasep -, portando um documento oficial de identificação e um documento que comprove sua condição legal de herdeiro.

Comente

Ex-presidente pegou 9 anos e seis meses de prisão no processo do famoso triplex do Guarujá. A sentença foi imposta pelo juiz Sérgio Moro. A defesa do petist - 22/01/2018

Entenda os cenários para Lula após julgamento do Tribunal da Lava Jato

 Julgamento do ex-presidente Lula está marcado para esta quarta-feira, 24

 Estadão

O julgamento do ex-presidente Lula desperta um emaranhado de dúvidas, especialmente por causa dos inúmeros recursos permitidos no ordenamento jurídico. Afinal, com o novo entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a prisão imediata após decisão condenatória em segunda instância, Lula pode mesmo ser preso logo após o julgamento dependendo do resultado? Ou ele ainda poderá recorrer?

O julgamento está marcado para esta quarta-feira, 24, no Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4), a partir de 8h30.

Lula pegou 9 anos e seis meses de prisão no processo do famoso triplex do Guarujá. A sentença foi imposta pelo juiz Sérgio Moro. A defesa do petista recorreu ao TRF-4, o Tribunal da Lava Jato.

O País quer saber é se Lula pode ser preso, se a condenação de Moro for mantida. E se ele pode, ainda que mantida a condenação, candidatar-se à Presidência.

Advogados especializados em Direito Eleitoral, Constitucional e Penal apontam os possíveis cenários jurídico e político após o julgamento do ex-presidente na Corte da Lava Jato.

De acordo com o advogado Tony Chalita, sócio do Braga Nascimento e Zilio Advogados, especialista em Direito Constitucional e Eleitoral, várias possibilidades ter o caminho aberto após o julgamento colegiado no TRF-4.

“Não temos precedentes que cuidem do tema de candidatura presidencial em condições semelhantes a esta. A situação do ex-presidente Lula é inédita. O resultado do julgamento não encerra a discussão no âmbito do processo penal. A depender do resultado do julgamento do dia 24, nossa legislação prevê a possibilidade da utilização de algumas ferramentas recursais ainda na instância ordinária, no próprio TRF-4.”

Chalita se refere a dois recursos bem conhecidos no mundo jurídico — embargos de declaração e embargos infringentes.

Os embargos infringentes podem ser opostos na hipótese de a decisão não ser unânime.

Cabem embargos de declaração para o esclarecimento de determinados pontos omissos, obscuros ou contraditórios do acórdão.

LIMINAR PODE GARANTIR CANDIDATURA. No campo do Direito Eleitoral, segundo Tony Chalita, existe a possibilidade de Lula apresentar o registro de candidatura e praticar atos de campanha até que se analise o pedido de registro, seja qual for o resultado do julgamento do dia 24.

“De toda forma, para que concorra e tenha condições de tomar posse, se for eleito, dependerá de uma medida liminar que suspenda os efeitos da decisão do TRF-4, caso sua condenação seja mantida por este Tribunal.”

Com a apresentação de eventual Recurso Especial ou Extraordinário, será possível que o petista requeira a concessão de efeito suspensivo da decisão proferida pela Corte até que se julgue o recurso, assinala o advogado.

Esse pedido poderá ser feito tanto para o presidente do TRF-4 como no Superior Tribunal de Justiça e no Supremo Tribunal Federal após a interposição dos recursos.

Chalita avalia. “Neste cenário, ainda que a liminar venha a ser revogada, se isso ocorrer após o pedido de registro de candidatura, dificilmente Lula terá seu diploma cassado pela Justiça Eleitoral, caso seja eleito.”

“O fato é que o Tribunal Superior Eleitoral ainda não se manifestou sobre esse tipo de situação. A instância competente para julgar o registro de candidatura dos candidatos à Presidência da República, é originária do TSE. Por isso, não é possível indicarmos um caminho certeiro. Consta do nosso ordenamento um Recurso para a hipótese das chamadas inelegibilidade supervenientes (caso a liminar seja revogada após o pedido de registro mas antes da eleição), mas inicialmente é discutível sua aplicação às candidaturas majoritárias para Presidência da República. Por mais sensível que essa situação possa parecer à estabilidade institucional do cargo, estamos diante do maior case relacionado às inelegibilidades da história da Justiça Eleitoral Brasileira e toda leitura e interpretação articulada merecem ser consideradas”, diz.

O constitucionalista e especialista em Direito Eleitoral, João Fábio Silva da Fontoura, da Bornholdt Advogados, explica que o julgamento de Lula põe em jogo a possibilidade de sua candidatura à Presidência, de acordo com o entendimento atual do STF.

“A Constituição determina, no artigo 5.º, inciso LVII, que ‘ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória’, ou seja, até o julgamento de todos os recursos cabíveis em lei. Entretanto, em julgamento ocorrido em 2016, o STF decidiu que a pena pode ser imposta já a partir do julgamento de segunda instância, o que é atentado à presunção de inocência e, por conseguinte, ao Estado de Direito. Por outro lado, a lei eleitoral brasileira considera inelegíveis aqueles que tenham contra si decisão penal condenatória de segundo grau. Como Lula será julgado agora pelo TRF-4, seria aplicável o entendimento do STF, redundando na impossibilidade de registro de sua candidatura e mais ainda: seu recolhimento à prisão”, ressalta João Fábio Silva da Fontoura.

O advogado lembra também que o direito processual brasileiro prevê recursos que são capazes de suspender a eficácia da decisão até que eles sejam apreciados. Ele menciona os embargos de declaração e os embargos infringentes. “Manejando tais recursos, ainda não estaria presente sequer decisão condenatória de segundo grau, impedindo que sejam aplicadas quaisquer sanções penais ou eleitorais ao ex-presidente”, anota.

LEI DA FICHA LIMPA É CONTORNÁVEL. O constitucionalista e criminalista Adib Abdouni lembra ainda que, esgotados os meios recursais dirigidos ao próprio TRF-4, Lula poderá recorrer ao Superior Tribunal de Justiça e ao Supremo Tribunal Federal. “Ele terá a chance de formular pedido de efeito suspensivo, inclusive para sustar eventual decreto de execução provisória da pena, sem prejuízo da avaliação do cabimento e impetração de habeas corpus aos tribunais superiores””, avalia.

Abdouni diz que, em caso de condenação, Lula se tornaria inelegível com base na Lei da Ficha Limpa. Isso não impede, de forma automática, o registro da candidatura do ex-presidente, que deverá ser alvo de impugnação por parte do Ministério Público Eleitoral, de acordo com Abdouni. “Lula ainda poderá requerer ao Tribunal Superior Eleitoral, em caráter cautelar, a suspensão dos efeitos de sua inelegibilidade desde que consiga comprovar a presença da plausibilidade da pretensão recursal.

Conferido efeito suspensivo, o julgamento do recurso terá prioridade sobre os demais, e, uma vez referendada a condenação de que derivou a inelegibilidade, aí sim poderá ser desconstituído o registro eleitoral”, explica.

PRISÃO IMEDIATA ESTÁ DESCARTADA. De acordo com o advogado Fernando Araneo, especialista em Direito Penal e sócio do Leite, Tosto e Barros Advogados, o ex-presidente Lula não pode ser preso imediatamente no dia do julgamento.

Isso porque ’em qualquer hipótese de confirmação da condenação, caberia embargos de declaração’.

“O próprio procurador (que vai funcionar no julgamento do TRF-4), aliás, já emitiu nota afirmando que não há razão para apressar a prisão. Em caso de confirmação da condenação de forma não unânime, é possível entrar, ainda, com Embargos Infringentes no próprio TRF-4. Já caso a sentença seja confirmada sem voto divergente, cabe o Recurso Especial ao STJ com as limitações que lhe são inerentes – sem apreciação de fatos e provas”, explica. Nessa última hipótese, conforme atual entendimento do STF, a pena poderia começar a ser cumprida”, diz Araneo.

Sobre a inelegibilidade, esta valeria a partir da publicação do acórdão eventualmente condenatório.

Segundo o criminalista Daniel Bialski, sócio do Bialski Advogados, independentemente do resultado do julgamento, o ex-presidente Lula não pode ser preso imediatamente após o julgamento. Mas pode ser impedido de se candidatar às próximas eleições.

Ele também concorda que há possibilidade de inúmeros recursos, ainda, antes de uma possível prisão na própria segunda instância. “Quanto às próximas eleições, o ex-presidente Lula não poderá concorrer em hipótese alguma. Isso porque a Lei da Ficha Limpa é taxativa. Se ele for condenado em segunda instância por um Tribunal colegiado, ficará impedido de concorrer a qualquer cargo político”, ressalta.

Comente

De acordo com o Obvio, todos os crimes foram cometidos com arma de fogo, apenas homens foram vítimas neste final de semana e o dia em que houve o maior número - 22/01/2018

RN registra 18 homicídios no final de semana; total em 2018 chega a 126

Chacina no bairro das Rocas, em Natal

 De acordo com os registros do Obvio, todos os crimes foram cometidos com arma de fogo e apenas homens foram vítimas neste final de semana

 O Rio Grande do Norte registrou 17 homicídios durante o final de semana, segundo relatório divulgado na manhã desta segunda-feira, 22, pelo Observatório da Violência Letal Intencional (Obvio).

Com as novas ocorrências, chegou a 126 o número de crimes violentos anotados apenas nas primeiras três semanas do ano. A quantidade é 12,5% menor do que a registrada no mesmo período de 2017, quando houve uma alta significativa nos crimes por causa da rebelião na Penitenciária de Alcaçuz, e a média é de 6 homicídios por dia.

De acordo com os registros do Obvio, todos os crimes foram cometidos com arma de fogo e apenas homens foram vítimas neste final de semana. O dia em que houve o maior número de homicídios foi o sábado, com 9 registros, enquanto o domingo contabilizou 5, e a sexta-feira, 4 assassinatos.

Natal foi a cidade onde mais casos aconteceram. Segundo o Obvio, a capital potiguar teve o registro de 8 ocorrências, seguida de São Gonçalo do Amarante (2), Mossoró (2) e Parnamirim, Nova Cruz, Touros, Jaçanã, Arez e Almino Afonso, com 1 homicídio cada. Na maioria das ocorrências (67%), o crime aconteceu em via pública.

O Obvio contabiliza homicídios, latrocínios, lesões corporais seguidas de morte e outras condutas dolosas que resultem em morte. Este estudo foi finalizado às 7h30, podendo ter ocorrido outros homicídios depois do fechamento do balanço.

*Atualizado às 9h55 para correção de informações.

Comente

Monsenhor Francisco das Chagas Pereira Pinto tinha 91 anos. Falecimento aconteceu no final da tarde deste domingo (21) em Angicos. - 22/01/2018

Morre o mais velho padre da arquidiocese de Natal

Por G1 RN

 Monsenhor Pinto era o padre mais antigo da Arquidiocese de Natal (Foto: Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Natal)

 Monsenhor Pinto era o padre mais antigo da Arquidiocese de Natal (Foto: Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Natal)

 orreu na tarde deste domingo (21), em Angicos, na região Central potiguar, o padre mais idoso da Arquidiocese de Natal. Monsenhor Francisco das Chagas Pereira Pinto tinha 91 anos. Por quase 50 anos, ele foi pároco de São José, em Angicos, e de Fernando Pedroza.

Segundo assessoria de comunicação da Arquidiocese de Natal, monsenhor Pinto, como era conhecido, assistia a um jogo de futebol do campeonato carioca quando passou mal. Ainda de acordo com a assessoria, o monsenhor sofria problemas cardíacos.

O corpo do padre foi levado à cidade de Fernando Pedroza, onde uma missa será celebrada às 9h desta segunda (22) na igreja de São Joaquim. Em seguida, o corpo retorna para a Igreja Matriz, em Angicos. Às 16h será celebrada uma missa pelo arcebispo metropolitano Dom Jaime Vieira Rocha. O sepultamento será no cemitério municipal.

Comente