Servidores estaduais e do município de Natal foram prejudicados por operações dissimuladas de consignados através da contratação de cartão de crédito - 23/03/2017

MPRN ajuíza ação contra Banco Bonsucesso por irregularidades em empréstimos a servidores

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), através da 24ª promotoria de Justiça da Comarca de Natal, ajuizou ação civil pública autuada sob o nº 0810313-94.2017.8.20.5001, distribuída para a 1ª Vara cível, com o objetivo de combater irregularidades verificadas em empréstimos consignados a servidores públicos estaduais e do município de Natal pelo Banco Bonsucesso. Segundo depoimentos colhidos no âmbito da promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor, os servidores eram frequente e insistentemente procurados por consultores do Banco Bonsucesso para realizar empréstimo consignado, que, na verdade, de forma dissimulada, nada mais eram que a contratação de um cartão de crédito, no qual o servidor tomava o capital pretendido através de saque no sistema rotativo, passando a ser onerado com o desconto apenas do valor mínimo da fatura em contracheque (correspondente ao valor disponível em margem consignável) por tempo indeterminado, gerando aumento exponencial da dívida. Os servidores/consumidores eram informados que o valor a ser concedido variava de acordo com a margem consignável disponível, sendo o valor contratado depositado em conta-corrente do contratante e o pagamento seria feito por meio de parcelas fixas, consignado em folha. Acontece, que os consultores do Banco Bonsucesso informaram aos contratantes que encaminhariam além do cartão de crédito, as faturas correspondentes aos descontos, mas, em nenhum momento, repassaram contrato ou qualquer outro documento. Para o MPRN, apesar das operações consignadas por meio de cartão de crédito terem sido autorizadas pelo Banco Central, resta evidente que essas operações vêm sendo desvirtuadas por algumas instituições financeiras, já que ainda que adimplido por anos, o saldo devedor do contratante permanece o mesmo. Passado algum tempo, o consumidor atenta-se que não haverá pagamento de prestações fixas e por prazo determinado, mas, sim, de refinanciamento do crédito rotativo do valor correspondente ao total da fatura e o descontado na folha de pagamento, com taxa de juros atualmente na faixa de 5,62% ao mês. A situação causou estranheza do próprio Poder Judiciário em virtude do grande número de ações judiciais ajuizadas pelos servidores públicos, vislumbrando a necessidade de se apurar o que está ocorrendo com essas contratações, diante da insatisfação dos consumidores. “Cinge-se, portanto, a questão sobre a enganosidade dissimulada de concessão de cartão de crédito por empréstimo consignado, tal prática merece vigorosa reprovação e correção. Por certo, deve ser garantido aos consumidores a modificação das cláusulas contratuais, a fim de que sejam contemplados com o produto compatível com suas necessidades...”, traz trecho da ação civil pública ajuizada por representante da 24ª promotoria de Justiça de Natal. Na ação, o MPRN requer tutela cautelar para que o banco proceda a suspensão de todas as cobranças de débitos oriundos de saques no crédito rotativo dos cartões comercializados até então e do desconto do valor mínimo da fatura nos contracheques dos servidores, impedindo também a eventual negativação dos consumidores junto aos cadastros dos maus pagadores, como SPC e Serasa. Também requer que o Bonsucesso seja impedido temporariamente de comercializar o referido produto sempre que a finalidade da emissão do cartão seja para operação consignada. Confira aqui a íntegra da ação. Fonte MPRN.

Comente

Em entrevista ao Agora Jornal, parlamentar tucano celebra crescimento do PSDB no estado e comenta a possibilidade de o relator da reforma trabalhista disputar S - 23/03/2017

“Rogério vive o melhor momento político da vida dele”, afirma José Dias

josé dias_rogério

O deputado estadual José Dias e o federal Rogério Marinho, ambos do PSDB

O diretório estadual do PSDB realiza, no próximo sábado 25, um evento de boas-vindas aos novos filiados da legenda. A expectativa entre os tucanos é de que o encontro seja promissor, sobretudo depois da confirmação das presenças em Natal do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e do presidente nacional do partido, senador Aécio Neves. “Estamos tendo uma comunicação do interior que nos dá a convicção de que teremos uma presença muito massiva”, avalia o deputado estadual José Dias em entrevista ao Agora Jornal.

De acordo com o parlamentar, que está otimista com relação ao crescimento recente da legenda no estado, o partido é atualmente uma das siglas que têm mais “perspectiva de poder” – não só no plano nacional quanto a nível local. Ele cita, por exemplo, o fato de o PSDB já estar presente em 152 municípios potiguares com diretórios locais e ter nos quadros 10 prefeitos e vice-prefeitos, além de mais de 100 vereadores. “Temos também um deputado federal e a maior bancada da Assembleia Legislativa, com cinco parlamentares. Estamos com um perfil forte no estado e as possibilidade de crescimento são muito grandes”, projeta.

O deputado acredita que, por causa disto, o PSDB está credenciado a lançar candidaturas próprias nas eleições majoritárias de 2018, sobretudo no pleito para senador, quando haverá duas vagas à disposição. Como possíveis candidatos para o cargo, Dias cita o deputado federal Rogério Marinho e o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira. “São dois quadros importantes que podem disputar. Rogério, por exemplo, vive o melhor momento político da vida dele. Isso é indiscutível”, assinala.

Atualmente, Rogério é o relator da proposta de reforma trabalhista na comissão especial que trata do tema na Câmara dos Deputados. Para Dias, trata-se de uma grande responsabilidade. “É um projeto fundamental para o Brasil, e ele está conduzindo a relatoria com muita segurança. Ele demonstra um conhecimento impressionante no assunto”, elogia o parlamentar, que defende as reformas adotadas pelo Governo. Segundo ele, inclusive, as reformas são ideias historicamente defendidas pelo PSDB. “Essas ideias estão sendo reconhecidas agora como a única solução para nós sobrevivermos”, resume.

Sobre a possibilidade de Rogério ser candidato ao Senado, José Dias se resume a dizer que “ele seria um grande senador”. Na avaliação do deputado, contudo, essa decisão deverá ser tomada posteriormente. “Não sabemos como serão as composições para a eleição majoritária. Ele precisa esperar. Até agora, ele não manifestou ansiedade para disputar este cargo”, diz.

Dias pondera, ainda, que o pleito do ano que vem ainda é “absolutamente imprevisível”. “Cronologicamente, a eleição não está longe, mas ainda nem sabemos qual sistema político será adotado. Estão especulando mil coisas”, afirma. Ao fazer esta observação, o deputado aproveita para criticar a hipótese de adoção do sistema de lista fechada para eleições proporcionais. “Eu acredito que isso não vai passar. Lista fechada no momento em que estamos vivendo? Isso não tem sentido. Nessa proposta, o povo sai totalmente do processo. Serão eleitos quem os caciques quiserem”, argumenta.

ELEIÇÃO PRESIDENCIAL

Na entrevista ao Agora Jornal, o deputado José Dias também comentou o início da disputa eleitoral com vistas ao pleito presidencial de 2018. O partido debate internamente o melhor nome para concorrer no ano que vem. O favorito, Geraldo Alckmin, enfrenta a concorrência dos senadores Aécio Neves e José Serra. Além deles, o nome do prefeito de São Paulo, João Doria, tem sido ventilado como uma possibilidade.

O deputado José Dias, no entanto, acredita que o gestor da maior cidade do país não deve competir. “Com toda a honestidade, Doria não é solução para o Brasil”, opina. A preferência do parlamentar é pelo nome Alckmin, que já concorreu em 2006 e foi derrotado por Luís Inácio Lula da Silva no segundo turno.

30“A diferença de São Paulo para outros estados do país é muito grande. Não por ser o maior estado, mas sim porque houve responsabilidade do Governo do Estado. São Paulo teve a sorte de o PSDB não ter feito as lambanças e irresponsabilidades que as gestões de outros estados fizeram”, dispara. “Eu torço, trabalho e rezo para que tenhamos o governador Alckmin como candidato”, conclui. Fonte AgoraRN.

 

Comente

Decreto tem validade de 180 dias e leva em consideração análises técnicas - 23/03/2017

Governo publica novo decreto de emergência em 153 cidades do RN

Em decreto publicado nesta quinta-feira (23), no Diário Oficial do Estado, o Governador Robinson Faria reconheceu em situação de emergência 153 municípios do Rio Grande do Norte em virtude dos efeitos da seca no interior do estado. O decreto tem validade de 180 dias e leva em consideração análises técnicas das áreas do Governo que monitoram a questão da Segurança Hídrica no RN.

Esta é a 8ª vez consecutiva que o governo toma a medida, que tem como objetivo facilitar o trâmite dos processos que envolvem obras e serviços para minimizar os efeitos da estiagem, considerada a maior dos últimos 100 anos.

O decreto é importante também para que o estado continue captando recursos do Governo Federal. Somente em 2017, já foram garantidos pelo Ministério da Integração Nacional, para continuidade da Operação Vertente, que fornece água potável à população através de carros-pipa, R$ 12,7 milhões. Também já estão assegurados para o Estado, via Ministério, R$ 88 milhões para a Adutora Afonso Bezerra – Pendências, e para a mudança de captação da Adutora de Jerônimo Rosado e Sertão Central Cabugi.

Segundo estimativa feita pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (SAPE), o prejuízo anual gerado pela estiagem na economia do estado gira em torno de R$ 4 bilhões. Apenas na agricultura, se comparados os anos de 2016 e 2014, a área colhida de feijão foi reduzida em 49%, a de milho caiu 64% e a de sorgo sofreu queda de 79%.

A equipe de Segurança Hídrica que monitora as ações de resposta à emergência é composta, além da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, pela Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMARH), Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (SAPE), Companhia de Águas e Esgotos do RN (CAERN), e pelo Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte (IGARN).

Chuvas

Mesmo com as fortes chuvas que caíram nos primeiros três meses do ano, dados do Instituto de Gestão de Águas do RN (IGARN) mostram que 57% dos açudes e barragens do RN ainda estão em estado crítico. Dos 47 reservatórios, 12 estão secos e 15 estão no volume morto, dificultando o abastecimento da população, o que justificaria a manutenção do estado de emergência.

“A chuva no Estado ainda não foi capaz de elevar o nível dos mananciais, o que não nos afasta do desastre da seca neste momento, assim, precisamos dar continuidade às ações para garantir a situação de convivência do homem no campo”, disse o coordenador da Defesa Civil Estadual, coronel Elizeu Dantas.

Operação Vertente

Com o objetivo de abastecer com água potável cidades que estavam em situação de colapso, o Governo lançou, em setembro de 2016, a Operação Vertente. Através de caminhões-pipa, cerca de 110 mil pessoas das regiões Oeste e Seridó já foram beneficiadas com água potável.

Os caminhões possuem sistema de georreferenciamento, e tem seus percursos monitorados desde os mananciais de captação de água, até sua entrega aos moradores, direto do Centro Administrativo, em Natal.

Agora, o Governo está em fase de implementação da Operação Vertente II, que deve abastecer, inicialmente, 19 cidades, alcançando cerca de mil pessoas.

Comente

Fiern vê fortalecimento da relação trabalhista; empresas terceirizadas esperam ampliação de empregos - 23/03/2017

Setor produtivo do RN espera por mais contratações

A aprovação da lei que permite a terceirização na atividade-fim foi recebida no setor produtivo potiguar como um avanço nas relações trabalhistas.

Pelas novas regras, aprovadas nessa quarta-feira pela Câmara dos Deputados, qualquer ramo da atividade das empresas privadas e parte do setor público poderá contratar empregados terceirizados, sem a necessidade de assinar carteira de trabalho, para o caso de contratações individuais.

Para o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (Fiern), Amaro Sales, o Brasil deu um passo importante.

“Não há vencedor nem vencidos. Havia muita insegurança jurídica. Uma empresa não contratava por medo de não ter o reconhecimento da legalidade desse contrato, que no final acabava gerando um passivo trabalhista”, destacou.  Na opinião dele, a flexibilização gerada pela nova lei vai permitir a ampliação de contratações.

Presidente da Fecomércio, Marcelo Queiroz opina que as relações entre patrão e empregado não serão pautadas pelo medo.

“Não enxergamos no projeto prejuízos ao trabalhador, que seguirá sendo amparado pela mesma legislação trabalhista que o protege hoje. O que se busca, na realidade, a partir da aprovação do projeto, é a efetiva regulamentação da terceirização, que já é uma realidade, mas carecia de uma lei para discipliná-la”.

Queiroz também argumenta “Ao contrário do que algumas vezes se faz tentar parecer, não é interesse de nenhum empresário desrespeitar direitos ou mesmo ter em seus quadros trabalhadores desmotivados por um eventual sentimento de desamparo”.

Para o vice-presidente da Federação das Empresas Prestadoras de Limpeza Ambiental (Febrac), Edmilson Pereira, a expectativa é que, nos próximos anos, o setor duplique as contratações no País e no Estado.

“Há 15 milhões de trabalhadores ligados à nossa federação em todo o Brasil. No Rio Grande do Norte, somos 25 mil. A expectativa é que nos próximos cinco anos esses números dupliquem”, comentou Edmilson.

Ele ainda ataca quem defende que a lei vai trazer prejuízos ao trabalhador. “Eu queria que alguém apontasse um artigo na lei que tira direitos trabalhistas. Todos os
direitos são preservados”, destacou. Fonte Portal noar.

Comente

duodécimo - 22/03/2017

Prefeito de Jandaíra deve repassar duodécimo até dia 20 de cada mês

O juiz Gustavo Henrique Silveira Silva, da Vara Cível da Comarca de João Câmara, determinou ao Prefeito Municipal de Jandaíra que faça o repasse mensal do duodécimo no importe de R$ 74.858,37, até o dia 20 de cada mês, com base no art. 168 da Constituição Federal e no art. 109 da Constituição Estadual.

Na mesma decisão, o magistrado indeferiu o pedido liminar de bloqueio no valor de R$ 224.125,33, correspondente aos meses de agosto, setembro e outubro de 2016.

Wdagno Sandro Bezerra Câmara e a Câmara Municipal de Jandaíra ingressaram com Mandado de Segurança no intuito de coagir o Prefeito Municipal de Jandaíra a efetuar o repasse integral em prol do Legislativo local do duodécimo respectivo, no valor de R$ 74.858,37, até o dia 20 de cada mês.

Para tanto, afirmou que o chefe do Executivo Municipal, sem qualquer justificativa plausível, não realizou o repasse referente aos meses de agosto, setembro e outubro de 2016, requerendo, assim, o imediato bloqueio no valor de R$ 224.125,33.

Apreciação Judicial

Quando deferiu o pedido, o juiz considerou que existe a possibilidade de do ato impugnado resultar a ineficácia da ordem, se concedida ao final, diante do comprometimento ao regular funcionamento da Câmara Municipal, advindo prejuízos à toda a população do Município, se prestando, assim, a medida de urgência, à impedir que o prefeito permaneça, indefinitivamente, violando a lei e as normas constitucionais.

De acordo com o magistrado, existe a obrigatoriedade de o Executivo Municipal repassar regularmente, até o dia 20 de cada mês, aos órgãos do Poder Legislativo, os recursos correspondentes às dotações orçamentárias, compreendidos os créditos suplementares e especiais, ou seja, o duodécimo, a teor do art. 168 da Constituição Federal e do art. 109 da Constituição Estadual. O que, reconhecidamente, não vinha cumprindo o prefeito de Jandaíra.

“De modo que, sendo a Câmara Municipal, Órgão do Poder Legislativo do Município que possui autonomia administrativa e financeira constitucionalmente assegurada, necessita que lhe sejam repassados mensalmente a parcela do duodécimo, a que tem direito, sendo ilegal e abusiva a retenção dessa verba pelo Prefeito Municipal, mesmo que parcial, como ocorreu na hipótese”, decidiu.

Comente

Prisão - 22/03/2017

Deatur prende homem com documento falso na Praia de Búzios

Uma equipe de policiais civis da Delegacia de Polícia de Atendimento ao Turista (Deatur) prendeu em flagrante, na tarde desta quarta-feira (22), o foragido da Justiça Adevaldo Dantas de Araújo Júnior, 32 anos, o qual apresentou um documento falso aos policiais. O homem é suspeito de furtar objetos no interior de veículos de turistas no litoral Sul do Rio Grande do Norte durante o verão e tinha em seu desfavor um mandado de prisão em aberto. Durante a ação, Adevaldo foi encontrado na Praia de Búzios e estava utilizando um veículo Triton de cor prata, sendo esse mesmo tipo de veículo utilizado para o cometimento de furtos de turistas na região.   Ele apresentou um documento falso com o nome de Kael Dantas, e foi preso no dia 22 de fevereiro deste ano por policiais da Divisão de Polícia do Oeste (DIVPOE) no centro de Mossoró, utilizando o mesmo documento falso com o nome de Kael. O foragido foi encontrado com um bloqueador de travas e alarmes de veículos, sendo reconhecido por vítimas de crimes de furtos. Aderaldo também é suspeito de, nesta terça-feira (21), ter furtado objetos que estavam no interior de um veículo o qual estava no Cajueiro, localizado em Pirangi do Norte, sendo ele visto, através de câmeras de segurança, sacando o dinheiro da vítima com o seu cartão. O homem foi autuado por uso de documento falso e encaminhado ao sistema prisional, onde ficará a disposição da Justiça.  Fonte PC/ASSECOM.

Comente

Evento, denominado “PSDB a favor das mudanças que o Brasil precisa”, é realizado em parceria com o Instituto Teotônio Vilela (ITV), será no Hotel Hollid - 22/03/2017

PSDB do Rio Grande do Norte recebe filiação de novos prefeitos neste sábado

Tucanos no RN

Partido que mais tem crescido em todo o país, o PSDB realiza neste sábado 25 em Natal ato de filiação para novos prefeitos de cidades do Rio Grande do Norte. O evento, denominado “PSDB a favor das mudanças que o Brasil precisa” e realizado em parceria com o Instituto Teotônio Vilela (ITV), será no Hotel Holliday Inn (Arena das Dunas) a partir das 8h30 e contará com a presença de lideranças do partido, filiados e militantes.

Segundo o presidente de honra da legenda no Estado, deputado federal Rogério Marinho, o “PSDB atinge no Rio Grande do Norte a estatura que possui em nível nacional. O partido, que já tem a maior bancada da Assembleia Legislativa, se torna com a chegada dos novos prefeitos uma das maiores forças políticas do Estado”.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Ezequiel Ferreira de Souza, destaca que “sábado teremos mais um dia a favor das mudanças que o Brasil precisa. Oportunidade para que os partidários e simpatizantes do partido que mais cresce no Rio Grande do Norte conheçam os tópicos do Programa Partidário do PSDB e nossos objetivos com a democracia, a justiça, o desenvolvimento, a soberania nacional e o comprometimento com um RN melhor”.

 

Serviço

O quê: “PSDB a favor das mudanças que o Brasil precisa”

Quando: sábado (25/03)

Onde: Hotel Holliday Inn (Arena das Dunas)

Horário: 8h30

Fonte AgoraRN.

Comente

Senador desmente denúncia de militar, que afirmou que Anita Catalão estava em voo juntamente com o esposo no trecho entre Brasília e o Rio de Janeiro na últ - 22/03/2017

José Agripino nega que esposa viajou de carona com ele em avião da FAB

josé agripino

O senador José Agripino Maia, do DEM

O senador potiguar José Agripino Maia (DEM) negou nesta quarta-feira 22 que sua esposa, Anita Catalão Maia, tenha viajado com o parlamentar em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) na última sexta-feira 17, no trecho entre Brasília e o Rio de Janeiro.

Conforme o Agora Jornal noticiou ontem, um militar denunciou anonimamente à rádio BandNews que o democrata viajou, juntamente com o senador Aécio Neves (PSDB), da capital federal para a capital carioca de carona com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Maia tem direito de usar jatos da FAB para deslocamentos a serviço, motivo de segurança, emergência médica e retorno à residência. Ele mora no Rio. Pessoas podem ser convidadas para acompanhar o deputado. As famílias dos dois senadores, no entanto, estariam no avião, segundo o militar.

Em contato com o Agora Jornal, a assessoria do senador afirmou que a esposa do parlamentar utilizou um voo comercial de número JJ 3029, da LATAM, na véspera, quinta-feira 16, no horário das 18h20, no qual ocupou assento de número 7C. Foi enviada para a reportagem ainda um bilhete de embarque atribuído a Anita. Fonte JoralRN.

Comente

No Dia Mundial da Água, deputados estaduais do Rio Grande do Norte e da Paraíba se reuniram na Assembleia Legislativa potiguar para adoção de encaminhamento - 22/03/2017

Deputados do RN e PB definem na ALRN pleitos sobre transposição do São Francisco

ALRN

Deputados se reúnem

No Dia Mundial da Água, deputados estaduais do Rio Grande do Norte e da Paraíba se reuniram na Assembleia Legislativa potiguar para adoção de encaminhamentos ao Governo Federal para acelerar as obras de transposição do Rio São Francisco. Na semana passada, as águas que estão sendo canalizadas por dois eixos, Norte e Leste, chegaram ao município de Monteiro (PB), trazendo o assunto à pauta nacional. No RN, os parlamentares retomaram o debate para garantir mais celeridade às intervenções de engenharia que se iniciaram há mais de 10 anos.

“Temos que aproveitar esse momento para construir um consenso e formar uma coalizão que tenha força política para argumentar junto ao governo federal. Politicamente, não há dúvidas de que o momento é esse para cobrar a retomada e conclusão das obras”, destacou o deputado estadual Fernando Mineiro (PT), que mediou o encontro – com apoio do presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB) – do qual participaram ainda representantes de órgãos ligados à gestão hídrica, setor produtivo e Igreja Católica.

O debate resultou em encaminhamentos ligados a obra: a retomada das obras da transposição, que foram paralisadas por pendência envolvendo uma das empresas e a revitalização das bacias hidrográficas que serão beneficiadas com a chegada das águas, com o propósito de conservá-las. Outro assunto em pauta foi a possível inclusão do Estado do Ceará nos pleitos do São Francisco. As duas primeiras demandas incluirão especificidades sobre as bacias hidrográficas.
É o caso do pedido para conclusão de um canal de seis quilômetros e meio que vai interligar as barragens de Caiçara com a Engenheiro Ávidos, ambas situadas no município de Cajazeiras (PB). Sem esse canal, as águas da transposição que já chegam a Monteiro (PB) através do eixo Leste não chegarão ao Rio Grande do Norte.

O presidente da Frente Parlamentar da Água no RN, Galeno Torquato (PSD) lembrou que o assunto é pauta de debate constante na Assembleia do RN. “A Frente Parlamentar já visitou as obras da transposição no município de Cajazeiras em 2015 e promovemos um encontro aqui, nesta Casa, em setembro do mesmo ano com a bancada federal, a participação do então ministro da Integração, Gilberto Occhi e participamos de reuniões esses dois anos na Paraíba e em Pernambuco com os membros das Frentes desses estados. Agora, nessa força tarefa e com reforço dos que aqui estão como os representantes dos sindicatos, das entidades ligadas ao comercio, serviços, igreja e sociedade civil, ampliaremos o debate para uma solução mais ágil”, destaca o parlamentar.

Um documento foi assinado pelos participantes e as demandas serão apresentadas oficialmente no início do abril, em Brasília, em duas frentes. Na primeira delas, os titulares de cada Frente Parlamentar da Água no Rio Grande do Norte, deputado estadual Galeno Torquato (PSD), e na Paraíba, deputado Renato Gadelha (PSC), articularão uma audiência, para 04 de abril, com o presidente Michel Temer para obter garantias da retomada das obras. Em outra frente, as bancadas federais do dois estados se mobilizarão para que, no dia 05 de abril, haja pressão pelas demandas na reunião da Comissão de Desenvolvimento Regional do Senado, onde o assunto volta a ser discutido.

O deputado paraibano Renato Gadelha detalhou o andamento da obra na Paraíba. “E para tudo isso (as demandas tratadas na reunião), o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, já nos garantiu que há recursos. O impasse se dá pelas questões jurídicas que levaram à paralisação das obras, mas também temos a sugestão de elas possam ser retomadas através de contratação emergencial porque, na Paraíba, nossa previsão é de que a região central do estado fique completamente desabastecida a partir de agosto”, destacou o paraibano.

Os deputados estaduais George Soares (PR), Gustavo Fernandes (PMDB), Jacó Jácome (PSD) e Larissa Rosado (PSB) detalharam a situação hídrica de suas regiões, reivindicando efetividade nas ações da transposição. Os paraibanos Guilherme Almeida e Jeová Campos descreveram o trabalho feito no estado vizinho que tem as mesmas características hidrográficas e desafios na estruturação da transposição. Também tiveram representatividade na reunião a Fiern, Fecomércio; Fetarn; Faern; Comitê da Bacia Hidrográfica Piranhas-Acu; Sebrae; Secretaria Estadual de Recursos Hídricos; Caern e representantes da sociedade civil. AgoraRN.

Comente

O Brasil é o maior exportador de carne de frango e bovina - 22/03/2017

Média diária de embarque de carnes caiu de US$ 63 milhões para US$ 74 mil

Por Estadão Conteúdo

Sob o impacto da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal (PF), as exportações de carnes brasileira caíram drasticamente, segundo dados apresentados nesta quarta-feira, 22, pelo ministro da Agricultura, Blairo Maggi, na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, que realiza audiência conjunta com a Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA). As exportações caíram de US$ 63 milhões na média diária para apenas US$ 74 mil na terça. “A gente não sabe o tamanho da pancada que vai levar”, disse ele aos senadores.

Também presente à reunião, o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Marcos Pereira, relatou que o Brasil exportou US$ 13,5 bilhões em carnes no ano passado. O Brasil é o maior exportador de carne de frango e bovina, e o quarto fornecedor mundial de carne suína.

Irregularidades

O ministro da Agricultura admitiu ter ouvido rumores sobre irregularidades na superintendência da pasta no Paraná. “Quando cheguei no ministério, sim, havia comentários”, disse, respondendo a questionamento dos senadores Gleisi Hoffman (PT-PR) e Lasier Martins (PSD-RS). “Fui para o Paraná várias vezes, perguntei sobre o comportamento do superintendente”, declarou ele na audiência conjunta.

Quando há denúncias de irregularidades, disse ele, é aberta uma investigação interna, um processo administrativo. “Nem sempre são na velocidade que gostaríamos, porque o corpo de funcionários conduz de forma diferente de uma operação policial, que não tem preocupação se um amigo será prejudicado”, relatou.

Maggi explicou que existe, nas superintendências, uma “guerra fratricida” entre grupos. “Pressão política, claro que existe”, ressaltou. Ele acrescentou que Gleisi, já tendo exercido a chefia da Casa Civil, “sabe como são os procedimentos, como isso acaba acontecendo”.

Maggi se recusou a responder ao questionamento da senadora sobre por que o ministro da Justiça, Osmar Serraglio, continua no cargo mesmo após ter sido apontado como o “epicentro” da operação.

O ministro informou que o problema hoje está restrito ao Paraná e Goiás. “Mas as investigações vão continuar”, garantiu. “Não vai parar porque a gente achou que foi comunicada da forma errada. Agora, é esperar o que vem para frente.

Comente

Armas foram encontradas na Penitenciária Mário Negócio, em Mossoró. - 22/03/2017

Agentes flagram saco com 23 facas jogadas sobre muro de presídio no RN

Do G1 RN

Facas foram apreendidas dentro da unidade após serem jogadas por cima de muro  (Foto: Divulgação/PM)

Facas foram apreendidas dentro da unidade após serem jogadas por cima de muro (Foto: Divulgação/PM)

Nesta terça-feira (21) os agentes penitenciários da Penitenciária Agrícola Doutor Mário Negócio, em Mossoró, no Oeste potiguar, flagraram um saco com 23 facas que tinha sido jogado por cima do muro da prisão. De acordo com a diretora da unidade, Aurivaneide de Oliveira, a guarita mais próxima do local está desativada.

Ainda segundo a diretora, os agentes encontraram o pacote com a ‘encomenda’ no pátio da ala do regime fechado. Segundo Aurivaneide, os agentes acreditam que o pacote tenha sido jogado para dentro do presídio por cima do muro. "As facas estavam em um saco, que chamou atenção dos agentes. Quando eles abriram, lá estavam as armas", ressaltou.

“A guarita mais perto estava desativada por falta de policiamento. De certo forma, isso facilitou a ação”, explicou a diretora. Os responsáveis por jogar as armas não foram identificados. A direção da unidade prisional registrou um Boletim de Ocorrência e instaurou procedimento disciplinar para apurar a entrada dos itens no presídio.

Motim
Os presos do regime fechado da unidade se amotinaram no último dia 15. "Os detentos quebraram o pergolado, que é a divisória entre dois pavilhões, e tentaram matar rivais", disse o sercretário de Justiça e da Cidadania, Wallber Virgolino.

De acordo com o secretário, os agentes interviram para evitar o confronto entre os presos.  Os homens quebraram o pergolado e subiram até o telhado da unidade, ameaçando os rivais. “Eles trocaram ameaças e tentaram se enfrentar, mas a ação foi impedida pelos agentes”, relatou Virgolino.

 

Comente

Caso aconteceu por volta das 20h desta terça-feira (21) no bairro do Pajuçara; vítima ainda foi levada à UPA, mas não resistiu ao ferimento - 22/03/2017

Homem morre após ter pescoço cortado por linha de pipa na Zona Norte de Natal

Foto: Reprodução / Inter TV Cabugi

Um caso lamentável de fatalidade foi registrado durante esta terça-feira (21) em Natal. Um motociclista de 47 anos, identificado como Antônio Jorge de Lima, morreu após ter seu pescoço cortado por uma linha de pipa com cerol no bairro do Pajuçara, na zona Norte da cidade.

Segundo a Polícia Militar, Antônio trafegava na pista por volta das 20h quando foi surpreendido pela linha. De imediato, ele caiu do veículo e pediu socorro aos moradores, que o levaram para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Pajuçara. No entanto, devido a gravidade do ferimento, acabou não resistindo.

O Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP) já recebeu o corpo de Antônio Jorge, que vai passar pelo necrotério. A vítima trabalhava como auxiliar administrativo em uma escola e, segundo familiares informaram ao portal G1-RN, o homem deixa três filhos.

Comente

As microempresas do setor de serviços foram as únicas que tiveram resultados positivos - 22/03/2017

RN perde 4.237 empregos no primeiro bimestre

Por Agência Sebrae

O Rio Grande do Norte fechou o primeiro bimestre do ano um saldo negativo de empregos em 4.237 vagas formais. Enquanto o número de contratações com carteira assinada chegou a 22.609, os desligamentos superaram as admissões. Foram 26.846 vagas fechadas em dois meses. Apesar de o saldo ter sido negativo no acumulado até fevereiro, o resultado é 57,4% menor que o verificado no mesmo período de 2016, quando o estado teve um saldo negativo de 7.382 vagas. As microempresas do setor de serviços foram as únicas que tiveram resultados positivos no que se refere à geração de empregos.

Os dados fazem parte de um levantamento feito mensalmente pelo Sebrae no Rio Grande do Norte com base nos números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. As maiores baixas foram registradas no setor agropecuário que encerrou o bimestre com um saldo de -2.160 vagas, seguido da indústria (-1.919 vagas), comércio (-1.230) e construção civil (-121).

No bimestre, o único setor que teve um saldo positivo de empregos foi o de serviços, no qual as admissões (10.198) foram maiores que as demissões (9.005), resultando num saldo de 1.193 vagas. Analisando por porte, o saldo foi negativo no bimestre nas pequenas (-120), médias (-2.352) e grandes empresas (-2433). A exceção foram as microempresas, que tiveram um saldo positivo em 668 vagas.

“As microempresas, que têm até 19 funcionários, foram, por porte, único tipo que conseguiu saldo positivo no período, mas esse saldo positivo não foi suficiente para superar o saldo negativo das pequenas, médias e grandes empresas, que juntas demitiram mais. O mesmo acontece por segmento. Apesar de  setor de serviços registrar saldo positivo, não foi suficiente para superar saldo negativo dos outros setores, onde as demissões superaram as demissões”, observa a gerente da Unidade de Gestão Estratégica do Sebrae-RN, Alinne Dantas.

A microempresa único porte que responde positivamente, quanto ao setor, há sinal de recuperação para o setor de serviços. O estudo faz ainda um ranking das 10 cidades potiguares onde foram registrados os bolsões de demissões, que foram liderados pela capital Natal, onde 11.673 pessoas perderam postos de trabalho com carteira assinada.

A lista engloba também Mossoró, a segunda cidade que mais demitiu no bimestre, com 4.497 vagas encerradas. Parnamirim aparece logo depois com 1.744 demissões, seguida de Baia Formosa (1.493 demitidos), São Gonçalo do Amarante (595 postos de trabalho encerrados), Baraúna 483 vagas perdidas), Assu (449 demissões) e Goianinha (439 vagas encerradas). Macaíba e Caicó completam a lista com 431 e 416 empregos perdidos, respectivamente.

Comente

Mega Sena - 22/03/2017

Mega-Sena: Loteria sorteia R$ 6 mi nesta quarta

Acontece, na noite desta quarta-feira (22), o sorteio do concurso 1914 da Mega-Sena. O prêmio está acumulado em R$ 6 milhões e basta acertar as seis dezenas para faturar o valor. 

Sorte Online

De acordo com a Caixa Econômica Federal, com os R$ 6 milhões, o ganhador poderá comprar uma frota de 200 carros populares ou 13 casas de R$ 450 mil cada uma. Se quiser investir na poupança, receberá mensalmente R$ 31 mil em rendimentos.

 

As apostas podem ser feitas até às 19h (horário de Brasília) e o sorteio acontece às 20h. O preço da aposta mínima é R$3.

Comente

Empresa investigada na Operação doou para candidatos a deputado federal e estadual, senador e governador no Rio Grande do Norte. Senadora do PT recebeu mais d - 21/03/2017

Investigada na Carne Fraca abasteceu campanhas de deputado, senador e governador no RN

politicos potiguares

Fátima Bezerra, Robinson Faria, Larissa Rosado e Beto Rosado foram alguns dos beneficiados com recursos da JBS

Uma das 32 empresas investigadas na Operação Carne Fraca, desencadeada pela Polícia Federal na última sexta-feira 17, a JBS S/A – responsável pelas marcas Seara e Big Franco, gigantes do setor alimentício – fez doações oficiais para as campanhas de políticos potiguares nas eleições de 2014.

De acordo com os dados oficiais das prestações de contas divulgados pela Justiça Eleitoral, candidatos de todos os cargos em disputa – de deputado estadual a governador – receberam recursos da empresa, acusada de pagar propinas a fiscais agropecuários do Ministério da Agricultura para que pudessem vender produtos adulterados com produtos químicos e carnes vencidas.

Entre os parlamentares potiguares, a maior beneficiada com os recursos da JBS foi a senadora Fátima Bezerra (PT). Candidata em 2014, a petista recebeu doações da ordem de R$ 1,165 milhão. Os repasses aconteceram por meio de três depósitos: R$ 500 mil provindos do Diretório Estadual do partido e outros dois créditos de R$ 475 mil e R$ 190 mil, oriundos do Diretório Nacional do PT.

Além dos recursos da JBS, Fátima recebeu doações de outros três frigoríficos: R$ 80 mil da Marfrig Frigoríficos Com Alimentos SA, R$ 50 mil da MFB Marfrig Frigoríficos Brasil SA e dois depósitos de R$ 70 mil cada da Pampeano Alimentos SA. Essas últimas empresas não são alvos da Carne Fraca, entretanto.

A principal adversária de Fátima na campanha para o Senado em 2014, Wilma de Faria (PTdoB, então no PSB), não recebeu recursos de nenhuma das empresas investigadas na Carne Fraca.

GOVERNO
Os dois principais candidatos a governador também receberam doações oficiais da JBS S/A na campanha de 2014. Tanto Robinson Faria (PSD), que venceu a eleição, quanto Henrique Alves (PMDB) tiveram suas campanhas abastecidas com dinheiro da empresa.

Robinson, que ganhou o pleito no segundo turno, recebeu R$ 6,5 milhões da JBS. Os recursos foram oriundos de diversas fontes: R$ 1 milhão veio do Diretório Nacional do PSD, R$ 4,4 milhões vieram do Diretório Estadual do partido (divididos em quatro doações) e houve outro depósito efetuado diretamente na conta de campanha do então candidato a governador no valor de R$ 1,1 milhão.

A JBS também doou para o candidato adversário, Henrique. O peemedebista recebeu menos recursos que o vitorioso, porém. Foram três depósitos oriundos do Diretório Estadual do PMDB, nos respectivos valores de R$ 2 milhões, R$ 500 mil e R$ 250 mil. Os três totalizaram uma doação de R$ 2,75 milhões do frigorífico.

DEPUTADOS FEDERAIS
Entre os deputados federais que concorreram em 2014, metade foi beneficiada com recursos da JBS. Segundo dados oficias da Justiça Eleitoral, quem mais recebeu dinheiro da JBS foi Fábio Faria (PSD). No caso dele, a verba totalizou R$ 1,1 milhão – doada por meio de três depósitos: um no valor de R$ 500 mil e dois de R$ 300 mil. Todos os recursos são oriundos de contribuições via Diretório Estadual da legenda.

Em segundo lugar entre os que mais arrecadaram dinheiro oficial da JBS, está Beto Rosado (PP). Ele recebeu R$ 400 mil via Diretório Nacional da legenda, por meio de três depósitos: um no valor de R$ 200 mil e dois no valor de R$ 100 mil.

Além deles, Felipe Maia (DEM) recebeu R$ 85 mil da JBS, sendo depósitos de R$ 80 mil do Diretório Nacional e R$ 5 mil do Diretório Estadual, e Antônio Jácome (PTN) obteve a contribuição de R$ 70 mil, em depósito único oriundo do Diretório Estadual.

Os deputados Rafael Motta (PSB), Rogério Marinho (PSDB), Walter Alves (PMDB) e Zenaide Maia (PR) não receberam doações oficiais de nenhuma das empresas investigadas na Operação Carne Fraca em suas campanhas de 2014.

DEPUTADOS ESTADUAIS
As campanhas para deputado estadual de 6 dos 24 parlamentares da Assembleia Legislativa também foram abastecidas com recursos da JBS. Confira abaixo a relação de todos os beneficiados, obedecendo a ordem de maiores doações. Nestes casos, todas as doações ocorreram via Diretório Estadual dos respectivos partidos.

Larissa Rosado (PSB): R$ 200 mil
José Adécio (DEM): 130 mil (depósitos de R$ 100 mil e R$ 30 mil)
Kelps Lima (SD): R$ 100 mil
Nélter Queiroz (PMDB): R$ 100 mil
Souza Neto (PHS): R$ 50 mil
Jacó Jácome (PSD): R$ 30 mil

Os dados completos com todas as doações, incluindo formas de pagamento e data do envio dos recursos, estão disponíveis no site do Tribunal Superior Eleitoral. Fonte AgoraRN.

Comente

Deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB) afirmou que a luta pela transposição é uma luta da Casa legislativa - 21/03/2017

“O RN não pode ficar fora da Transposição”, diz presidente da Assembleia Legislativa

1

Deputado estadual e presidente da ALRN, Ezequiel Ferreira (PSDB)

A reunião que a Assembleia Legislativa promove amanhã (22), às 15h a fim de discutir a retomadas das obras do São Francisco no Eixo Norte, já conta com confirmação dos representantes de várias federações da agricultura, comércio, setor produtivo e da igreja, no RN. O assunto constantemente tem sido pauta na Assembleia, que em 2015 realizou o debate RN pela Transposição. Presidente da Assembleia, o deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB) afirmou que a luta pela transposição é uma luta da Casa legislativa.

“Estamos nesta luta para que as obras do Eixo Norte sejam licitadas para beneficiar o Rio Grande do Norte, pois são apenas pouco mais de 6 Km de obras que precisam ser licitadas. É preciso urgência porque tivemos uma seca prolongada”, afirmou o presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), que visitou as obras com uma comitiva parlamentar em 2015.

As águas do São Francisco devem chegar ao RN através da construção de um canal de 6,5 quilômetros de extensão, entre o reservatório Caiçaras até o engenheiro Ávidos, ambos na Paraíba e o pleito é que esta obra seja adiantada.

A água entrará em território potiguar através pelo rio Piranhas-Açu e seguirá o curso natural do afluente por dois pontos. Pelo ramal Apodi, que levará água para municípios do Alto Oeste, que inclui um projeto de construção de um canal de 113 quilômetros. O outro caminho é pelo outro ramal, o do rio Piranhas, na Paraíba, até a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, no Seridó.

O impasse é que as obras do Eixo Norte estão atrasadas. Ele se constitui num percurso de cerca de 400 km, com ponto de captação de águas em solo pernambucano, próximo a Cabrobó. As águas serão transpostas aos rios Salgado e Jaguaribe, até os reservatórios de Atalho e Castanhão no Ceará; ao Rio Apodi e Rio Piranhas-Açu, em solos paraibano e potiguar. Após isso, chega aos reservatórios de Engenheiro Ávidos e São Gonçalo, ambos na Paraíba, e à Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, Santa Cruz e Pau dos Ferros.

“Queremos com esta reunião, criar uma agenda positiva, que inclui visitas in loco e conversas com representantes da Câmara, Senado e Governo Federal”, afirmou o deputado Fernando Mineiro (PT). Os participantes de todas as entidades irão propor ações de luta pelas obras das águas do Rio Grande do Norte. AgoraRN.

Comente

Ele é réu por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas - 21/03/2017

STJ nega habeas corpus a Eduardo Cunha

Por Estadão Conteúdo

Por unanimidade, a 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve preso o deputado cassado Eduardo Cunha. O ex-presidente da Câmara está preso em Curitiba, no âmbito da Operação Lava Jato, desde outubro. Ele é réu por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Em fevereiro, o Supremo Tribunal Federal (STF) negou um recurso da defesa de Cunha. Entre outras coisas, o plenário da Corte considerou que já estava em tramitação no STJ um habeas corpus ainda pendente de análise. A partir de agora, com a negativa da 5ª Turma do STJ, os advogados do peemedebista podem novamente recorrer ao Supremo.

Cunha aposta nos tribunais de Brasília – STJ e STF – para sair da prisão. Até agora, no entanto, os julgamentos foram negativos para a defesa do peemedebista. Interlocutores de Cunha dizem que o ex-presidente da Câmara não admite falar em negociação de delação premiada antes de esgotar todas as possibilidades de defesa.

Na 5ª Turma do STJ, os ministros seguiram o voto do relator, ministro Félix Fischer. Para ele, enquanto o dinheiro supostamente recebido por Cunha a partir da prática de crime não for totalmente rastreado há risco de “dissipar o produto do crime”, o que inviabiliza a recuperação dos valores. Os ministros apontaram que há indícios de crimes envolvendo ao menos US$ 1,5 milhão.

Cunha foi preso em 19 de outubro, na ação em que responde por lavagem de dinheiro e corrupção, acusado de receber propina oriunda de um contrato da Petrobras na África e manter o dinheiro em contas secretas na Suíça. O caso foi encaminhado a Moro após ele ser cassado e perder o foro privilegiado.

Comente

Violência 12 Mortes violentas só em 2017 - 21/03/2017

João Câmara-RN: 12º homicídio em 2017: Mototaxista é executado no bairro Boa Vista

Cidade registra crime de homicídio as 23: 50 horas do dia 20-03-2017, no bairro Boa Vista.

Um mototaxista foi morto a tiros no bairro Boa vista, onde o mesmo foi alvejado e morreu no local, a policia militar foi acionada para a ocorrência e isolamento do local do crime.

O corpo deu entrada no ITEP sem identificação.

Porém circulam informações que trata-se do mototaxista Emiliano.

FONTE: Baixa Verde News.

Comente

Lava Jato. - 21/03/2017

Lava Jato mira pessoas ligadas a senadores do PMDB e PT

Veículo da Polícia Federal é vistos em frente ao Ministério da Agricultura durante a Operação Carne Fraca em Brasília (DF) - 17/03/2017

© image/jpeg Operação Carne Fraca

 

Uma nova etapa da Operação Lava Jato está em andamento na manhã desta terça-feira. Autorizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), essa fase, denominada Operação Satélites, prevê catorze mandados de busca e apreensão em treze endereços em cinco estados: Pernambuco, Alagoas, Rio de Janeiro, Bahia e Distrito Federal.

Os alvos desta etapa não são políticos, mas pessoas ligadas aos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), Humberto Costa (PT-PE),Eunício Oliveira (PMDB-CE) e Valdir Raupp (PMDB-RO). Esta fase é a primeira com base na delação de executivos da empreiteira Odebrecht, ainda sob análise do ministro Edson Fachin, relator do caso no Supremo. Segundo a nota da Polícia Federal, “o objetivo é investigar indícios dos crimes de corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro.”

Em Pernambuco, um dos alvos é Mário Barbosa Beltrão, empresário ligado a Humberto Costa. O material apreendido na residência do empresário deve ser levado para análise em Brasília. Segundo a delação premiada do ex-diretor de abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, Beltrão seria o operador de propinas do petista.

Na ocasião, o senador informou, em nota, que “todas as doações de campanha que recebi na minha candidatura ao Senado em 2010 foram feitas de forma legal, transparente, devidamente declaradas e registradas em minha prestação de contas à Justiça Eleitoral”. Ele também negou que tivesse qualquer relação com o delator Costa.

Procurado nesta terça-feira por VEJA, Costa afirmou, em nota, que “está certo de que a ação de hoje vai corroborar a apuração realizada até agora, que aponta para o teor infundado da acusação e da inexistência de qualquer elemento que desabone a sua vida pública”. Costa ressalta, também, que “sempre esteve e continua à disposição para quaisquer informações adicionais de que necessitarem a Polícia Federal, a Procuradoria-Geral da República e o Supremo Tribunal Federal.”

Em nota, a defesa de Eunício diz que “o senador tem a convicção que a verdade dos fatos prevalecerá” e que o parlamentar “autorizou que fossem solicitadas doações, na forma da lei, à sua campanha ao governo do Estado do Ceará”, em 2014.

Raupp e Calheiros aguardam mais informações sobre as investigações para comentar. O presidente do Senado, Eunício Oliveira, não comentou o caso. O advogado de Mário Barbosa Beltrão ainda não foi encontrado. msn.

Comente

Aprovação da regulamentação do setor irá modernizar as regras trabalhistas - 21/03/2017

Lei da terceirização pode gerar 25 mil empregos no RN, prevê setor

 Em Natal, onde participou na manhã de ontem, segunda-feira, do Fórum realizado pela Fecomércio/RN para debater a privatização, o deputado federal Laércio Oliveira (SD-SE), disse em tom otimista que no Plenário da Câmara Federal há um bom clima para votar, hoje, terça-feira (21) o projeto de lei que regulamenta a terceirização de serviços e do qual é o relator. Para o parlamentar, a aprovação da matéria vai incentivar contratações, a partir do momento que se tenha uma lei específica sobre terceirização. O empresário potiguar Edmilson Pereira, vice-presidente Institucional da Federação Nacional das Empresas de Serviços e Limpeza Ambiental (Febrac), revelou que no Rio Grande do Norte a regulamentação da terceirização deverá gerar 25 mil novos empregos nos próximos cinco anos.

Embora as forças sindicais propaguem a terceirização como um sinônimo da precarização das relações de trabalho, o deputado Laércio Oliveira entende que a aprovação da regulamentação do setor irá modernizar as regras trabalhistas. “A proposta não é uma solução definitiva para o desemprego, mas é um facilitador porque garante segurança jurídica”, explica.

Oliveira enfatiza que, atualmente, não há uma lei específica sobre a terceirização. Nesse cenário, tem sido adotado como norte uma súmula publicada pelo TST (Tribunal Superior do Trabalho) em 2011. Súmulas são decisões que registram como uma Corte pensa sobre um tema, mas não obrigam todos os juízes do país a seguirem o mesmo entendimento.

Pela ótica do parlamentar, o grande prejudicado com a falta de regulamentação é o trabalhador. “Ele, o trabalhador, sempre sofreu as consequências das empresas irresponsáveis que se aproveitam da situação. Quando o problema surgia e a empresa era fechada, restava ao trabalhador buscar a justiça”, destaca.

RIO GRANDE DO NORTE

No atual cenário, as empresas de terceirização de serviços empregam no Rio Grande do Norte cerca de 25 mil trabalhadores, que atuam junto ao poder público e a iniciativa privada. Com a regulamentação, a oferta de empregos deverá ser alavancada nos próximos cinco anos, dobrando o número de mão-de-obra empregada. Pelos cálculos de Edmilson Pereira, o número de trabalhadores empregados subirá para cerca de 50 mil.

“Estou confiante na votação de amanhã (terça-feira), pois acho que vai dar certo e só tem essa matéria em pauta. O percentual de desemprego no Rio Grande do Norte (15%), é maior do que a média nacional, que é 12%. Então, o maior benefício para o mercado potiguar é a perspectiva de abertura de novos postos de trabalho.        A aprovação da terceirização amanhã já é uma minirreforma trabalhista, pois vai haver uma diminuição da responsabilidade  do estado sobre os serviços essenciais, no sentido de que o estado vai poder contratar definitivamente, durante o período que houver necessidade, profissionais de qualquer área para atividade fim”, explica. Portal noar.

Comente