Delegado Renato Oliveira frisou que vai investigar o caso a fundo para que o ataque não se repita - 29/04/2017

Prefeito Alan Silveira aciona polícia após ataque de hackers aos sistemas da Prefeitura de Apodi

Foto: Divulgação

Prefeito de Apodi na delegacia

Após ter disso alvo de ataque com fogo no mês passado, a Prefeitura de Apodi, localizada no Oeste do Rio Grande do Norte, foi novamente alvo de criminosos nesta semana. Desta vez o ataque aconteceu pela internet. Pelo menos dois sistemas de trabalho foram “derrubados” por hackers.

A ação criminosa aconteceu na quarta-feira (26). Conhecido como “DDos ATACK” pelos profissionais da informática, a invasão hacker deixou os sistemas de tributação e da folha de pagamento indisponíveis por cerca de 16 horas seguidas.

Os sistemas só voltaram a funcionar após a empresa DH Host, prestadora do serviço, identificar a origem do ataque. Por conta do problema, não foi possível a finalização da folha de pagamento dos servidores municipais pela Secretaria de Finanças.

Após chegar de Natal, onde cumpria agenda administrativa, o prefeito de Apodi, Alan Silveira, procurou a Delegacia de Polícia Civil do município para denunciar o ataque.

O prefeito, juntamente com o secretário de Finanças, Railton Diógenes, fizeram o boletim de ocorrência no final da tarde desta quinta-feira (27), para que o caso seja investigado. Os trabalhos serão coordenados pelo delegado Renato Oliveira.

“Queremos que os responsáveis sejam identificados e punidos pelo que fizeram. O crime pode parecer leve, mas não deixa de ser um crime. Toda uma equipe ficou sem trabalhar por conta disso, além dos servidores que poderiam receber os seus salários mais cedo, mas não vão por causa disso”, frisou Alan.

O delegado Renato Oliveira frisou que vai investigar a fundo para que o ataque não se repita. Fonte Agora RN.

Comente

Presidente lamentou 'casos isolados de violência' ocorridos no Rio de Janeiro, onde manifestantes entraram em confronto no Aeroporto Santos Dumont - 29/04/2017

Michel Temer emite nota oficial após manifestações contra reformas em todo o Brasil

michel temer

Temer, presidente

O presidente da República, Michel Temer (PMDB), emitiu nota oficial para comentar as manifestações realizadas em todo o país ao longo desta sexta-feira 28 contra as reformas trabalhista e da Previdência, propostas pelo seu governo. O peemedebista frisou que não houve repressões em nenhum lugar do Brasil e lamentou casos ‘isolados’ de violência, como o ocorrido no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro.

Leia a nota na íntegra:

As manifestações políticas convocadas para esta sexta-feira ocorreram livremente em todo país. Houve a mais ampla garantia ao direito de expressão, mesmo nas menores aglomerações. Infelizmente, pequenos grupos bloquearam rodovias e avenidas para impedir o direito de ir e vir do cidadão, que acabou impossibilitado de chegar ao seu local de trabalho ou de transitar livremente. Fatos isolados de violência também foram registrados, como os lamentáveis e graves incidentes ocorridos no Rio de Janeiro.

O governo federal reafirma seu compromisso com a democracia e com as instituições brasileiras. O trabalho em prol da modernização da legislação nacional continuará, com debate amplo e franco, realizado na arena adequada para essa discussão, que é o Congresso Nacional. De forma ordeira e obstinada, o trabalhador brasileiro luta intensamente nos últimos meses para superar a maior recessão econômica que o país já enfrentou em sua história. A esse esforço se somam todas as ações do governo, que acredita na força da unidade de nosso país para vencer a crise que herdamos e trazer o Brasil de volta aos trilhos do desenvolvimento social e do crescimento econômico.

Michel Temer
Presidente da República

Comente

Deputado votou contra a reforma trabalhista - 29/04/2017

Antonio Jácome perderá espaços no governo Temer

O presidente Michel Temer listou cerca de 25 parlamentares que terão seus aliados demitidos de cargos públicos por terem votado contra o governo na proposta de mudança da legislação trabalhista e também por não apoiarem a reforma da Previdência.

A estratégia do Palácio do Planalto é tirar os cargos dos parlamentares considerados infiéis e transferir as nomeações para outros, em troca dos votos desses deputados na reforma da Previdência.

No Rio Grande do Norte, o deputado Antonio Jácome está na lista de infiéis.

Há nomes de dez partidos, como o PMDB (sigla do presidente), o PP (do líder do governo) e o PSB —este declarou posição contrária às reformas e deve ser o mais atingido.

As informações são do jornal Folha de S. Paulo

Comente

Deputado foi alvo de críticas durante manifestações - 29/04/2017

Rogério: “Protesto é para manter privilégios das corporações e PT é face atrasada da política”

O deputado federal Rogério Marinho (PSDB), relator do projeto de modernização das leis trabalhistas, criticou os atos de violência registrados pelo país durante as manifestações desta sexta-feira (28), assim como as ações que impediram a população de se locomover.

“Alguns fascistas travestidos de manifestantes atacam população. Não entendem que direito à greve é daqueles que dela querem participar, não é licença para impor e intimidar outros como milícias bolivarianas”, disse o parlamentar por meio de suas redes sociais.

Segundo Rogério, os brasileiros não podem permitir que “a realidade da Venezuela se transporte para o Brasil”. O tucano disse que o “medo de perdas de privilégios de corporações é a alma do protesto. PT e esquerda brasileira são face atrasada da política com pauta corporativista do século XIX, defendem privilégios e corporações contra o povo”.

Um dos itens mais polêmicos da modernização das leis trabalhistas é justamente o fim do imposto sindical obrigatório, alvo de críticas dos sindicalistas durante os debates do projeto na Câmara. Caso a proposta seja aprovada no Senado e sancionada, o trabalhador terá o direito de escolher se paga ou não a contribuição ao seu sindicato. Fonte Portal noar.

Comente

O número foi divulgado pelos manifestantes, mas a Polícia Militar não confirmou - 29/04/2017

Cerca de 50 mil participam de Greve Geral no RN

O protesto intitulado Greve Geral cerca de 50 mil pessoas na tarde desta sexta-feira, 28, em Natal. O número foi divulgado pelos manifestantes, mas a Polícia Militar não confirmou.

Entre os manifestantes estavam servidores públicos, estudantes, sindicalistas e grupos da sociedade civil. Funcionários dos Correios foram ao protesto fardados. “É a perca de nossos direitos. Hoje Temer quer terceirizar nossa empresa. Isso tira postos de colegas nossos. Tira nossos empregos”, diz Esiedla Andrade, funcionária dos Correios, sobre a terceirização.

A Polícia Militar informou por meio da assessoria de comunicação que não irá divulgar estimativa e considerou o manifesto pacífico e tranquilo. “Estamos com nossas equipes nas ruas acompanhando e não houve nenhuma ocorrência grave, esperamos que siga assim até o fim”, afirmou o major Eduardo Franco. Fonte Portal noar.

Comente

Temer O Presidente das Reformas - 29/04/2017

'Quero ser conhecido como o presidente que fez as grandes reformas', diz Temer

Entrevista SBT - Ratinho - Michel Temer: Presidente Michel Temer disse que a reforma da Previdência não traz "nenhum" prejuízo aos mais pobres em entrevista concedida ao apresentador Carlos Massa, do SBT

O presidente da República, Michel Temer, voltou a defender a reforma trabalhista, aprovada nesta semana na Câmara dos Deputados. "Vai dar maior segurança jurídica para o empregador e o empregado. Estamos fazendo isso para reformar o Brasil e gerar emprego", disse em entrevista ao "Programa do Ratinho", do SBT, gravada durante a semana e veiculada na noite desta sexta-feira.

De acordo com Temer, a reforma da Previdência não traz "nenhum" prejuízo aos mais pobres. Além disso, "quem já se aposentou não perde nenhum direito", frisou. Com relação à aposentadoria rural, o presidente comentou que o governo está "mantendo basicamente o que existe". "Ouvimos o Congresso Nacional, que disse que não poderia negociar (a aposentadoria rural). A questão do trabalhador continua igual, sem prejuízos."

Ainda em relação à reforma da Previdência, tema que ocupou a maior parte dos 30 minutos de entrevista, Temer disse que haverá "igualdade" entre funcionários públicos e privados. "Políticos não terão aposentadoria diferenciada. Essa reforma deveria ter acontecido há 10 anos. Alguns países tiveram de congelar salários de servidores e de aposentados por quatro ou cinco anos para realizar a reforma da Previdência."

Para o presidente, caso tal reforma não passe no Congresso, o "desemprego não vai diminuir". "O desemprego já está caindo e cairá substancialmente mais após a reforma da Previdência." Por fim, Temer garantiu que aposentados com até dois salários mínimos poderão acumular pensão por morte.

Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira, 28, indicam que a taxa de desocupação no Brasil ficou em 13,7% no trimestre encerrado em março de 2017, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua). Com isso, a população desempregada atingiu o recorde de 14,2 milhões de pessoas. msn.

Comente

Ministro considerou que o número de pessoas que foram para as ruas deixou o Planalto animado para avançar com as reformas - 28/04/2017

Ministro diz que adesão à greve geral deixou governo animado para avançar com as reformas

moreira franco

Ministro Moreira Franco, da Secretaria-Geral da Presidência

O ministro Moreira Franco, da Secretaria-Geral da Presidência da República, descartou prejuízo ao processo de votação da PEC da Previdência por causa dos protestos e paralisações contrários às reformas trabalhistas e previdenciária que acontecem nesta sexta-feira 28 por todo o país.

“Há uma consciência muito forte de que é preciso que nós enfrentemos a questão da reforma da Previdência. Se não tomarmos alguma medida urgente, vamos ter no governo federal o mesmo quadro do Rio de Janeiro, onde temos visto drama e desespero de pensionistas e aposentados que não estão recebendo”, disse em entrevista à Rádio CBN.

Questionado sobre se o governo não deveria convencer sua própria base da necessidade das mudanças na Previdência, já que o líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros, tem se colocado contrário às reformas, Moreira Franco disse que não responde a provocações do senador. O ministro ainda reforçou que a medida é importante para tirar o País da “maior crise econômica da história” e recuperar a capacidade de gerar empregos.

Sobre a autorização do Supremo Federal Tribunal (STF) para investigar o seu envolvimento na Lava Jato, com base nas delações da Odebrecht, Moreira Franco disse que ainda não foi autorizada a abertura de inquérito, e sim que estão havendo levantamentos para ver se há necessidade de abrir inquérito.

No caso da sindicância que foi aberta na Comissão de Ética da Presidência da República para investigar suas atitudes e dos ministros Eliseu Padilha e Gilberto Kassab, Moreira Franco argumentou que a investigação foi baseada em conjunto de suposições tirada de jornais.

“Uma comissão de ética deve manter sigilo das investigações, fazer apurações cautelosas. Essa decisão de abertura de sindicância foi tomada por notícias de jornais, com vazamento de informação. É uma demonstração cabal de que os princípios éticos não estão sendo respeitados”, criticou. Ele disse ainda que vai responder ao processo nos autos.

TRANQUILIDADE
Moreira Franco considera que as manifestações de hoje transcorreram, de maneira geral, de forma “tranquila”. “Em poucos locais, em alguns aeroportos, em áreas que houve piquete ou tentativa de impedir o uso pelos usuários do transporte coletivo, houve algum tipo de reação. O que é compreensível porque as pessoas querem trabalhar, têm os seus compromissos, e o direito de ir e vir é um direito que temos que respeita”, afirmou o ministro, que deixou Brasília no início da tarde em direção ao Rio de Janeiro.

Comente

Deputado federal discordou dos protestos contra a reforma trabalhista e afirmou que 'PT é face atrasada da política' - 28/04/2017

Rogério Marinho: “Protesto é para manter privilégios das corporações”

rogério marinho

Deputado federal Rogério Marinho (PSDB), relator do projeto de modernização da CLT

O deputado federal Rogério Marinho (PSDB), relator do projeto de modernização das leis trabalhistas, criticou os atos de violência registrados pelo país durante as manifestações desta sexta-feira 28.

“Alguns fascistas travestidos de manifestantes atacam população. Não entendem que direito à greve é daqueles que dela querem participar, não é licença para impor e intimidar outros como milícias bolivarianas”, disse o parlamentar por meio de suas redes sociais.

Segundo Rogério, os brasileiros não podem permitir que “a realidade da Venezuela se transporte para o Brasil”. O tucano disse que o “medo de perdas de privilégios de corporações é a alma do protesto. PT e esquerda brasileira são face atrasada da política com pauta corporativista do século XIX, defendem privilégios e corporações contra o povo”.

Um dos itens mais polêmicos da modernização das leis trabalhistas é justamente o fim do imposto sindical obrigatório, alvo de críticas dos sindicalistas durante os debates do projeto na Câmara. Caso a proposta seja aprovada no Senado e sancionada, o trabalhador terá o direito de escolher se paga ou não a contribuição ao seu sindicato. Fonte Agora RN.

Comente

É o segundo mês consecutivo em que vigora a bandeira vermelha - 28/04/2017

Contas de luz continuam com bandeira vermelha em maio

Por Estadão Conteúdo

As contas de luz vão continuar com a bandeira vermelha no mês de maio. A decisão foi anunciada nesta sexta-feira, 28, pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Com a bandeira vermelha em seu primeiro patamar, serão adicionados R$ 3,00 a cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumidos. O sistema de bandeiras é atualizado mensalmente pelo órgão regulador, que avalia a situação dos reservatórios em todo o País para tomar uma decisão

“Como o sinal para o consumo é vermelho, os consumidores devem fazer uso eficiente de energia elétrica e combater os desperdícios”, informou a Aneel.

É o segundo mês consecutivo em que vigora a bandeira vermelha. O recurso ficou acionado durante todo o ano de 2015 e nos meses de janeiro e fevereiro de 2016. De lá para cá, as contas mensais oscilaram entre bandeiras verde e amarela.

A bandeira vermelha possui dois patamares de cobrança. Quando o custo das termelétricas ligadas supera R$ 422,56 por megawatt-hora (MWh), a Aneel utiliza o primeiro patamar da bandeira vermelha, que adiciona entre R$ 3,00 a cada 100 kWh consumidos. Se o custo dessas usinas for superior a R$ 610,00 por MWh, o sistema atinge o segundo patamar da bandeira vermelha, cujo acréscimo é de R$ 3,50 a cada 100 kWh.

Em março, vigorou a bandeira amarela, que adiciona R$ 2,00 para cada 100 kWh consumidos. De dezembro a fevereiro, havia vigorado a bandeira verde, sem nenhuma cobrança adicional na conta de luz

Comente

Quatro policiais trabalharam em cumprimento da ação ordenada pelo STF - 28/04/2017

Auxiliar de Garibaldi Filho é alvo de operação da PF em Natal

A Polícia Federal cumpriu, na manhã desta sexta-feira (28), mandado de busca e apreensão de documentos que estavam com Lindolfo Sales Neto, é ligado ao senador Garibaldi Filho, do PMDB.

Quatro policiais trabalharam em cumprimento da ação ordenada pelo ministro relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, Edison Fachin. A operação desta sexta recebeu o nome de Satélite por investigar pessoas próximas a políticos.

Além do Rio Grande do Norte, foram cumpridos quatro mandados no Distrito Federal, dois em São Paulo, outros dois em Alagoas e mais um Sergipe.

NOTA

“O senador Garibaldi Alves Filho informa que oficialmente desconhece qualquer ação a respeito da chamada Operação Satélites, nem a citação do nome de um ex-assessor nesta investigação.”

Assessoria do Senador Garibaldi Filho

Fonte Portal noar.

Comente

Lava Jato - 28/04/2017

Gilmar Mendes manda soltar Eike Batista

Rio de Janeiro - Empresário Eike Batista deixa a sede da PF, na região portuária do Rio, após depoimento na Delegacia de Combate ao Crime Organizado e Desvio de Recursos (Fernando Frazão/Agência Brasil)

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes mandou soltar hoje (28) o empresário Eike Batista, preso, no final de janeiro na Operação Eficiência, um desdobramento da Operação Lava Jato. O empresário é réu na Justiça Federal do Rio por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

De acordo com a decisão do ministro, Eike deverá ser solto se não estiver cumprindo outro mandado de prisão. Caberá ao juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal no Rio de Janeiro, avaliar se o empresário será solto e aplicar medidas cautelares.

Segundo as investigações, Eike teria repassado US$ 16,5 milhões em propina ao ex-governador Sérgio Cabral, por meio de contratos fraudulentos com o escritório de advocacia da mulher de Cabral, Adriana Ancelmo, e uma ação fraudulenta que simulava a venda de uma mina de ouro, por intermédio de um banco no Panamá. Em depoimento à PF, Eike confirmou o pagamento para tentar conseguir vantagens para as empresas do grupo EBX, presididas por ele.

No habeas corpus, a defesa de Eike Batista alegou que a prisão preventiva é ilegal e sem fudamentação. Para os advogados, a Justiça atendeu ao apelo midiático da população .

"Nada mais injusto do que a manutenção da prisão preventiva de um réu, a contrapelo da ordem constitucional e infraconstitucional, apenas para satisfazer a supostos anseios de justiçamento por parte da população, os quais, desacoplados do devido processo legal, se confundem inelutavelmente com a barbárie", argumenta a defesa.msn.

Comente

É TEMPO DE MUDANÇA. - 28/04/2017

Poço Branco: Prefeitura Municipal vem Fazendo Reformas em Varias Partes do Município como Ruas Avenidas, Banheiros Públicos e Praça Pública.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, céu, atividades ao ar livre e natureza

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e atividades ao ar livre

Calçamento da Av: Manoel Rodrigues.

Prefeitura Municipal de Poço Branco/RN na Gestão Atual Prefeito Waldemar de Góis vem Mostrando a Diferencia fazendo Operação Tapa Buraco Nas Ruas, Reforma da Iluminação da Praça Pública Sagrado Coração de Jesus, Reforma Também nos Banheiros Públicos e Pagamento de Funcionários em Dia com Pagamentos três e Quatros Dias antes do Ultimo dia de cada Mês, ou seja, três ou quatro Dias antes do Dia 30 de Cada Mês.

Comente

Prisões - 28/04/2017

Potiguar 01 auxilia em prisões de suspeitos e apreensão de drogas

A tripulação do helicóptero Potiguar 01, do Centro Integrado de Operações Aéreas (CEIOPAER) da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), auxiliou, nesta quinta-feira (27), outras forças de segurança do Estado em três operações ocorridas em Natal e Região Metropolitana. Logo no início da manhã, a equipe fez parte da ação conjunta de Polícia Civil e Militar na Operação Leste - ocorrida nos bairros de Brasília Teimosa, Rocas e Ribeira – que culminou com a prisão de oito pessoas, sendo sete homens e uma mulher, durante cumprimento de mandados de prisão, busca e apreensão expedidos pela Justiça. Logo em seguida, o Potiguar 01 foi deslocado ao bairro de Mãe Luíza para atuar no apoio a policiais do 1º Batalhão de Polícia Militar (1º BPM), que acabaram recuperando um veículo com registro de roubo e prendendo três suspeito do crime. Já no final da manhã, a equipe do CEIOPAER ainda prestou auxílio para a Polícia Rodoviária Federal (PRF) na prisão de um homem que trafegava em um veículo tipo Celta nas proximidades da BR 101, em Parnamirim, portando cerca de 7 kg de maconha prensada.  - See more at: http://www.cpcid.rn.gov.br/Conteudo.asp?TRAN=ITEM&TARG=147044&ACT=&PAGE=&PARM=&LBL=NOT%CDCIA#sthash.cJBS3JZc.dpuf
A tripulação do helicóptero Potiguar 01, do Centro Integrado de Operações Aéreas (CEIOPAER) da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), auxiliou, nesta quinta-feira (27), outras forças de segurança do Estado em três operações ocorridas em Natal e Região Metropolitana. Logo no início da manhã, a equipe fez parte da ação conjunta de Polícia Civil e Militar na Operação Leste - ocorrida nos bairros de Brasília Teimosa, Rocas e Ribeira – que culminou com a prisão de oito pessoas, sendo sete homens e uma mulher, durante cumprimento de mandados de prisão, busca e apreensão expedidos pela Justiça. Logo em seguida, o Potiguar 01 foi deslocado ao bairro de Mãe Luíza para atuar no apoio a policiais do 1º Batalhão de Polícia Militar (1º BPM), que acabaram recuperando um veículo com registro de roubo e prendendo três suspeito do crime. Já no final da manhã, a equipe do CEIOPAER ainda prestou auxílio para a Polícia Rodoviária Federal (PRF) na prisão de um homem que trafegava em um veículo tipo Celta nas proximidades da BR 101, em Parnamirim, portando cerca de 7 kg de maconha prensada.  - See more at: http://www.cpcid.rn.gov.br/Conteudo.asp?TRAN=ITEM&TARG=147044&ACT=&PAGE=&PARM=&LBL=NOT%CDCIA#sthash.cJBS3JZc.dpuf
A tripulação do helicóptero Potiguar 01, do Centro Integrado de Operações Aéreas (CEIOPAER) da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), auxiliou, nesta quinta-feira (27), outras forças de segurança do Estado em três operações ocorridas em Natal e Região Metropolitana. Logo no início da manhã, a equipe fez parte da ação conjunta de Polícia Civil e Militar na Operação Leste - ocorrida nos bairros de Brasília Teimosa, Rocas e Ribeira – que culminou com a prisão de oito pessoas, sendo sete homens e uma mulher, durante cumprimento de mandados de prisão, busca e apreensão expedidos pela Justiça. Logo em seguida, o Potiguar 01 foi deslocado ao bairro de Mãe Luíza para atuar no apoio a policiais do 1º Batalhão de Polícia Militar (1º BPM), que acabaram recuperando um veículo com registro de roubo e prendendo três suspeito do crime. Já no final da manhã, a equipe do CEIOPAER ainda prestou auxílio para a Polícia Rodoviária Federal (PRF) na prisão de um homem que trafegava em um veículo tipo Celta nas proximidades da BR 101, em Parnamirim, portando cerca de 7 kg de maconha prensada. 

Comente

Ex-governador criticou posicionamento de líderes da Igreja em relação aos protestos marcados para esta sexta contra as reformas trabalhista e previdenciária - 28/04/2017

Para Geraldo Melo, Igreja alinhou-se às forças que criaram a crise atual do Brasil

geraldo melo

Ex-governador e ex-senador Geraldo Melo

O ex-governador e ex-senador potiguar Geraldo Melo utilizou as redes sociais para repudiar o apoio de lideranças da Igreja Católica à manifestação programada para esta sexta-feira 28 em todo o país. A declaração foi interpretada como uma clara resposta à mensagem divulgada pelo arcebispo metropolitano Dom Jaime Vieira Rocha, que convocou os fiéis para o ato contrário às reformas na Previdência e na legislação trabalhista.

No texto, divulgado em sua página no Facebook, Geraldo afirmou que estava “profundamente decepcionado” com a postura adotada pela Igreja. Ao repudiar a convocação para o protesto contra as reformas, o ex-governador citou o “constrangedor silêncio” das lideranças católicas quando vieram à tona casos de corrupção.

Geraldo condenou a falta de posicionamento da Igreja “quando explodiu a ladroeira criminosa que destruiu a Petrobras” – que, segundo ele, “derrubou a credibilidade internacional do Brasil e desempregou os brasileiros para que um grupo enriquecesse”. “A Igreja vem agora alinhar-se às forças que criaram a crise atual do Brasil e a que ela protegeu com o seu silêncio. Dói muito ver isso”, postou o ex-governador.

O posicionamento de Geraldo é mais uma repercussão negativa à mensagem do condutor da Arquidiocese de Natal. Na terça-feira 25, Dom Jaime afirmou que o atual momento é “bastante grave” e que, por isso, “requer a participação e o empenho de toda a população”. “Diante do processo de reformas, devemos nos posicionar. As reformas estão sendo impostas a todo o povo sem que o povo seja ouvido, sem um diálogo justo e que toda a nação concorde”, ressalta o arcebispo.

Ainda na mensagem, o sacerdote conclama os fiéis da Igreja Católica a participarem, “sem radicalismo, de maneira pacífica e ordeira”, dos atos programados para a próxima sexta-feira 28 em todo o país.

Em Natal, a manifestação contra as reformas deve se concentrar a partir das 15h no cruzamento das avenidas Bernardo Vieira e Salgado Filho, no Tirol. A expectativa é que haja grande adesão de movimentos sociais e categorias profissionais diversas. Fonte Agora RN.

Comente

Ao todo, a operação tem 10 mandados, todos de busca e apreensão. A fase desta sexta foi autorizada pelo ministro Édson Fachin, do Supremo - 28/04/2017

Polícia Federal cumpre mandados contra pessoas ligadas ao senador Renan Calheiros

renan calheiros

Senador Renan Calheiros, do PMDB de Alagoas

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira 28 uma nova fase da Operação Satélites, desmembramento da Lava Jato que apura condutas ilícitas de pessoas ligadas ao senador Renan Calheiros (PMDB-AL). Os agentes cumprem mandados autorizados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) com base em delações de executivos da Odebrecht.

Segundo o portal G1, o principal alvo é o advogado Bruno Mendes, ligado ao senador Renan Calheiros (PMDB-AL). Os agentes da PF fizeram busca e apreensão no escritório dele.

Ao todo, a operação tem 10 mandados, todos de busca e apreensão. A fase desta sexta foi autorizada pelo ministro Édson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), dentro de um dos 13 inquéritos abertos para investigar Renan Calheiros.

A primeira fase da Satélites foi deflagrada em março. A operação tem esse nome porque os alvos são pessoas próximas aos políticos investigados na Lava Jato no âmbito do STF.

Na ocasião, os mandados tiveram como alvos pessoas ligadas a Renan, ao presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), ao senador Humberto Costa (PT-PE) e ao senador Valdir Raupp (PMDB-RO). Eles negaram envolvimento em qualquer tipo de irregularidade. Fonte Agora RN.

Comente

Vítima não era manifestante - 28/04/2017

Homem é atingido por tiro em protesto em Natal

Um homem foi baleado após um tumulto nos protestos desta sexta-feira na zona Norte de Natal.

De acordo com os relatos, um condutor de veículo tentou furar o bloqueio e disparou com arma de fogo na BR-406. Um dos tiros atingiu uma vítima que não era manifestante, um advogado que fazia atividades físicas.

Ele, que ainda não teve o nome confirmado pela reportagem, foi socorrido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Portal noar.

Comente

Desde as primeiras horas das manhã que Natal registra protestos - 28/04/2017

Manifestantes impedem tráfego e travam Natal

Nas primeiras horas desta sexta-feira (28) os primeiros desdobramentos da greve geral travaram Natal.

Na zona Norte da capital, onde fica a maior parte das garagens, nenhum ônibus saiu das garagens. Na região, houve ainda bloqueios de vias desde as 3h da manhã. Um motorista tentou sair e houve disparos e tiros.

Na Avenida João Medeiros Filho, um veículo foi incendiado, assim como na zona Sul de Natal, onde pneus foram queimados em frente ao Via Direta.

Os manifestantes também bloquearam o trânsito na BR-101 no sentido Ponta Negra – Centro, onde houve nas primeiras horas de Natal bloqueio da avenida com barricadas.

A Secretaria de Trânsito de Natal orientou que vias alternativas sejam a saída para quem quer se movimentar no sentido zona Sul/Centro.

Nesta semana, a Justiça Federal determinou que a BR-101 não poderá ser bloqueada pelos manifestantes. Portal noar.

Comente

Alta - 28/04/2017

Presidente do Senado pode receber alta da UTI nesta sexta-feira

O presidente do Senado e do Congresso Nacional, Eunício Oliveira (PMDB-CE), pode receber alta da unidade de terapia intensiva (UTI) em que está internado amanhã, pela manhã.

Conforme boletim médico divulgado hoje (27) pelo Hospital Santa Lúcia,  onde Eunício está internado em Brasília,  o senador "já caminha sozinho, encontra-se consciente e orientado".

Os médicos responsáveis pelo tratamento também atestam que o presidente do Senado "apresenta-se em bom estado geral e com melhora gradativa do quadro clínico".

Eunício Oliveira foi internado na madrugada de hoje após sofrer um desmaio em casa. Inicialmente os médicos investigaram a possibilidade de ele ter sofrido um acidente vascular cerebral - hipótese que foi posteriormente descartada, assim como a de uma encefalite vital.

Apesar da melhora do quadro geral do senador, o hospital não divulgou ainda o diagnóstico e causa da internação.

Comente

Greve Geral - 28/04/2017

Brasil amanhece com manifestações e sem transportes públicos

Slide 1 de 38: As manifestações se espalharam nas principais capitais brasileiras, e bloquearam transportes e avenidas

Onze anos após a última greve geral, o Brasil amanhece com manifestações contra as reformas trabalhista e da Previdência nesta sexta-feira (28). Em São Paulo, logo nas primeiras horas da madrugada, manifestantes bloquearam a Rodovia Hélio Schmidt, que dá acesso ao Aeroporto Internacional de São Paulo-Guarulhos, em Cumbica, na madrugada desta sexta-feira (28). A rodovia foi liberada pela Polícia Militar, que entrou em conflito por integrantes de organizações como Povo Sem Medo, Sem-teto e Sindicato dos Aeroviários.

O trânsito em toda a Avenida 9 de julho está comprometido. Há manifestantes em trechos da via. Em imagens divulgadas nas redes sociais, é possível ver muita fumaça. O Terminal João Dias, no Centro de São Paulo, está fechado. Apesar de nenhuma empresa de ônibus ter coletivos nas ruas, a assessoria SPTrans informou que os terminais estão abertos. 

Todas as linhas do metrô na capital também estão bloqueadas, exceto a 4-Amarela, que é administrada pela empresa Via4. O mesmo ocorre com os trens da CPTM. Segundo a assessoria, todas as linhas estão paradas.

No ABC Paulista, a Avenida do Estado também está bloqueada no sentido São Paulo, nas proximidades do Carrefour. Manifestantes também tomaram a rodovia SP-59, principal ponte de ligação entre as avenidas Anchieta e a Imigrantes, no KM-1, em Cubatão.

Porta de entrada de Santos, a Avenida Martins Fontes foi bloqueada. Em Campinas, após assembleia, funcionários da garagem da Unicamp decidiram aderir à greve e não sair com a frota de ônibus nesta sexta-feira.

O secretário estadual de Segurança Pública de São Paulo, Mágino Barbosa, disse nesta quinta-feira (27,) em entrevista coletiva, que a Polícia Militar não vai permitir bloqueio de vias importantes.

No Rio de Janeiro, as informações são de que a ponte Rio-Niterói foi bloqueada. Não há acesso de carros em nenhum dos sentidos. A RJ-104, em São Gonçalo, também está fechada. Manifestantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT) bloquearam o terminal Alvorada, na Barra da Tijuca. Cerca de 200 manifestantes interrompem a Linha Vermelha, próximo a Ilha do Governador.

Em Fortaleza, no Ceará, o presidente do Sindicato dos Bancários, assim como alguns manifestantes, foram alvo de ação do Batalhão de Choque (Cotam), enquanto tentavam barrar a saída dos ônibus na garagem da empresa Dragão do Mar. Outra grande companhia de transporte coletivo, a Vegas, está fechada. 

As principais vias de acesso à Vitória, capital do Espírito Santo, foram fechadas. Em Belo Horizonte, a garagem Mineirão, no bairro de Barreiro, foi fechada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviários.

No Norte de Minas Gerais, a Frente Brasil Popular e movimentos sindicais bloquearam uma das principais avenidas que dá acesso ao Distrito Industrial de Montes Claros. A rodovia que interliga os municípios de Coronel Fabriciano e Timóteo, o chamado Vale do Aço, foi fechada por manifestantes.

Em Porto Alegre, os rodoviários aderiram à paralisação nacional e nenhum ônibus irá para a nesta sexta. As informações são de que oito garagens foram bloqueadas. O metrô também está completamente parado. Em Cachoeirinha, no Rio Grande do Sul, a fábrica Transcal foi fechada. A empresa faz o transporte de trabalhadores para a capital. As manifestações também tomam as redes sociais. Fonte MSN.

Comente

Mega Sena - 27/04/2017

Prêmio de R$ 101 milhões da Mega é maior que o orçamento da cidade onde aposta foi feita

megasenaa

O sorteio da Mega-Sena realizado na noite de ontem (26) deverá pagar um montante de R$ 101.484.527,44 a uma única aposta feita na cidade de Jaciara, no Mato Grosso. O valor é maior do que a receita bruta do município para 2017, estimada em R$ 73,5 milhões pelo Executivo.

O jogo premiado foi feito por um grupo de 20 pessoas na única lotérica da cidade. Cada apostador pagou R$ 99,22. Se dividido igualmente por todos eles, cada um levará para casa uma bolada de mais de R$ 5 milhões.

Esta é a primeira vez que um prêmio é sorteado na cidade de apenas 26,5 mil habitantes, distante 148 quilômetros da capital Cuiabá.

As seis dezenas sorteadas do concurso 1.924 foram:

12 - 16 - 30 - 52 - 53 - 58,

Como jogar

Apostar na Mega-Sena e tentar ser o próximo milionário do país é bem simples. Tudo o que você precisa fazer é escolher entre 6 e 15 números disponíveis no jogo. Acertando 6 dezenas você leva o prêmio máximo.

Em caso de 5 ou 4 pontos os valores são menores, mas também bem atrativos! Fonte MSN.

Comente